Jornal do Commercio
Estudo

Pesquisa Uninassau mostra que 14% dos eleitores venderiam seus votos

Levantamento foi feito em parceria com o JC e com o portal Leia Já

Publicado em 13/10/2017, às 06h30

63% dos participantes da pesquisa disseram que conhecem pessoas que trocam seus votos no dia da eleição / Foto: Marcos Santos/USP Imagens
63% dos participantes da pesquisa disseram que conhecem pessoas que trocam seus votos no dia da eleição
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
RENATA MONTEIRO
rmonteiro@jc.com.br

A um ano das próximas eleições, em um momento em que a corrupção é um dos temas mais discutidos no País, 14% dos 624 entrevistados na pesquisa O Eleitor e suas Visões de Mundo, do Instituto de Pesquisas Uninassau, disseram que trocariam seus votos por um emprego ou por dinheiro. O levantamento, feito em parceria com o JC e com o portal Leia Já, apontou ainda que 74% dos pesquisados não venderiam seus voto por nada, no entanto, 63% dos participantes disseram que conhecem pessoas trocam seus votos no dia da eleição.

“Esses números mostram que há uma parcela dos entrevistados que comercializam seus votos, mas não querem admitir, e que também há aqueles que realmente conhecem pessoas que fazem isso”, avaliou o cientista político Adriano Oliveira, professor da Universidade Federal de Pernambuco e coordenador do estudo.



O NOVO

A pesquisa - que investigou a abertura do eleitorado para o novo na política (55% disse que espera mudanças radicais no País e no seu Estado a partir de 2018), sua visão sobre o papel da imprensa na divulgação de casos de corrupção, o perfil dos candidatos em que deseja votar, entre outros pontos -, mostra também que 71,9% dos entrevistados diz não admirar nenhum partido. Em segundo lugar estão aqueles que apreciam o PT (17,8%), seguidos dos admiradores do PSDB (1,9%).

De acordo com Adriano Oliveira, são as bandeiras ideológicas do PT que fazem com que muitas pessoas ainda o admirem. “O PT estar tão na frente do terceiro colocado mesmo envolvido em muitos escândalos se deve à sua agenda de inclusão social e contrária às reformas. Esses temas cativam vários setores, como os funcionários públicos, por exemplo. Essa é a força do PT”, explicou.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por ronaldo,13/10/2017

POVINHO SAFADO,ESCROTO E MERCENÁRIO!!!!

Por Pensador,13/10/2017

17,8% + 1,9% da população é corrupta e desonesta.

Por silva,13/10/2017

INFELIZMENTE A VERDADE É OUTRA, EM TORNO DE 70% DOS ELEITORES UTILIZAM SEUS VOTOS PARA TER ALGUM BENEFICIO ANTES OU DEPOIS DA ELEIÇÃO, ASSIM COMO É UM PRATICA COMUM DOS POLÍTICOS COMPRAREM VOTOS, IMAGINE QUE DE TÃO COMUM ESSA PRATICA COMEÇA EM BRASÍLIA PELO PRÓPRIO PRESIDENTE DA REPÚBLICA.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM