Jornal do Commercio
RACHA

'Não vou ficar onde não me querem', diz Miguel Coelho ao perder comando do PSB

O prefeito Miguel Coelho foi destituído do comando do PSB de Petrolina e deve deixar o partido. Ele lamenta ter sido avisado por telefone

Publicado em 14/11/2017, às 13h20

Miguel Coelho lamenta ter sido avisado por telefone / Foto: Reprodução / Facebook
Miguel Coelho lamenta ter sido avisado por telefone
Foto: Reprodução / Facebook
Cássio Oliveira

Destituído do comando do PSB em Petrolina, maior município do Sertão de Pernambuco, o prefeito Miguel Coelho afirma que a decisão da executiva estadual representa "um convite para sair do partido". "Entendo que não tenho nenhum compromisso de permanecer, até porque se o principal prefeito do Sertão é destituído de sua própria cidade, em outras palavras é um convite para poder sair", disse. "É claro que é fruto das movimentações que ocorreram nos últimos meses e isso já era esperado, mas que pelo menos não fosse por uma ligação telefônica", completou Miguel, que é filho do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que já deixou o partido e migrou para a oposição ao governador Paulo Câmara (PSB).

Com a destituição, o partido será presidido por Gonzaga Patriota e terá como vice o deputado estadual Lucas Ramos. Inclusive, a dissolução da comissão provisória foi pedida pelo próprio Lucas através de uma carta argumentando que o prefeito não representava mais o PSB. Lucas e Miguel disputaram a indicação para concorrer à prefeitura de Petrolina, mas o partido favoreceu os Coelho.

Último dos Coelho no PSB, visto que seu irmão, o ministro Fernando Filho também deixou a sigla por não deixar o governo Temer, Miguel disse que a decisão já era esperada e que não há o que reclamar. "Não vou ficar num lugar onde não me querem, não tem problema nenhum, política é questão de espaço e está muito claro que o PSB não quer, ou não respeita, o meu espaço aqui em Petrolina. Um partido é um organismo que tem hierarquia, se a hierarquia superior determinou isso, não dá direito de reclamar", comentou.



O socialista ainda não fala sobre para qual sigla deve migrar. "Passou, agora é bola para frente. Desejo boa sorte a Gonzaga que já foi presidente aqui por mais de 20 anos, desejo muito sucesso e estou feliz com o que fiz aqui com o PSB, reestruturamos o partido, ganhamos a eleição, depois de 10 anos o PSB voltou a manter a principal cidade do Sertão graças ao trabalho que foi feito. No momento oportuno vamos tomar a decisão de qual o melhor caminho que possa beneficiar ainda mais Petrolina com mais investimentos e mais obras", comentou.

OPOSIÇÃO A PAULO CÂMARA

Prestes a deixar o PSB, Miguel Coelho já entra na fila dos opositores ao governo estadual e reforça às críticas de seu pai à gestão de Paulo Câmara. "Vamos continuar trilhando o caminho do trabalho, até porque está muito claro que o pernambucano quer uma mudança, quer avançar, quer uma resposta mais incisiva e proativa na segurança, na geração do emprego e no desenvolvimento econômico", alfinetou Miguel.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM