Jornal do Commercio
OPOSIÇÃO

Mendonça Filho afirma que pode ter uma frente de oposição em 2018

O ministro Mendonça Filho falou sobre essa possibilidade no Programa 20 Minutos de Antônio Lavareda

Publicado em 18/11/2017, às 20h15

O ministro Mendonça Filho (DEM) fala que pode ter uma frente ampla de oposição em 2018 para disputar a eleição majoritária / Foto: Filipe Jordão/Jornal do Commercio
O ministro Mendonça Filho (DEM) fala que pode ter uma frente ampla de oposição em 2018 para disputar a eleição majoritária
Foto: Filipe Jordão/Jornal do Commercio
Da Editoria de Política

O ex-governador de Pernambuco e ministro de Educação, Mendonça Filho (DEM), afirma pode ocorrer uma frente ampla juntando alguns nomes que estão na oposição ao governador Paulo Câmara (PSB) na próxima eleição em 2018, como afirmou na entrevista concedida ao cientista político Antônio Lavareda no programa 20 Minutos que foi ao ar neste sábado (18/11) na TV Jornal. Ele não descartou a disputa por um cargo na chapa majoritária em 2018, quando ocorrerão eleições para presidente e governador. O programa pode ser conferido neste domingo (19/11), às 11h40, na Rádio Jornal e na segunda (20/11), na TV JC, às 8h30.

Ao ser questionado por Lavareda se vai ficar junto com o governador na próxima eleição, Mendonça respondeu que esses caminhos serão definidos mais adiante. “O meu posicionamento hoje é de buscar alternativas para o futuro de Pernambuco”, disse. E acrescentou: “Primeiro, temos que discutir um projeto para Pernambuco. Depois, definir quem pode liderar (esse projeto)”.

Mendonça citou que podem estar juntos nessa “ampla frente” nomes como o atual senador Armando Monteiro Neto (PTB), Bruno Araújo (PSDB), João Lyra Neto (PSDB), o atual ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (sem partido), o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) e Daniel Coelho (PSDB), além do próprio ministro. Na eleição de 2014, o grupo político de Mendonça Filho estava junto com o PSB, partido de Paulo Câmara.



O ministro afirmou também que vai continuar apoiando a iniciativa de implantação das escolas integrais em Pernambuco. “É uma política de Estado, a qual está acima das disputas políticas”, revelou. As escolas integrais começaram a ser implantadas no governo Jarbas Vasconcelos (PMDB) no qual Mendonça Filho foi vice-governador entre 1999 e 2006. Mendonça Filho foi governador por nove meses em 2006.

REFORMA

Na primeira parte do programa, Mendonça Filho disse que a reforma do ensino médio será concluída até o primeiro semestre de 2018. Ele também revelou que o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) vai passar por uma reestruturação que vai garantir a sua sustentabilidade. “O aluno vai saber o valor global a ser financiado, que não poderá exceder o valor pactuado. Serão aplicadas taxas de juros menores”, revelou. Segundo Mendonça, o novo FIES terá zero de taxa de juros para 100 mil alunos de baixa renda e percentuais menores (de taxa de juros) para universitários que estão no Nordeste, Centro-Oeste e Nordeste.

O ministro afirmou que o conjunto da obra do PT “foi um fracasso” na área de educação nos últimos 13 anos. “O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) coloca o Brasil entre a 59ª e 66ª posições numa avaliação feita em 70 países”, citou. “A história do Brasil nunca foi muito exitosa no campo educacional do ponto de vista da política pública que gere equidade e igualdade de oportunidades para todos. Temos que corrigir isso”, defendeu.


Recomendados para você


Comentários

Por EMANUEL,18/11/2017

Espero que em 2018 o povo dê uma resposta a esse senhor, Ministro de um governo que pratica corrupção de forma escancarada oferecendo cargos públicos como moeda de troca de votos para livrar corruptos, que concede vários perdões de dívidas dos empresários, que acabou com a legislação trabalhista, e agora está querendo acabar com a aposentadoria dos trabalhadores. O trabalhador que votar nele não tem vergonha na cara!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM