Jornal do Commercio
ELEIÇÃO 2018

PP de olho na vaga do senado da chapa de Paulo Câmara

Eduardo da Fonte diz que começou a conversar sobre a possibilidade do PP estar na chapa majoritária de Paulo Câmara na próxima eleição

Publicado em 09/02/2018, às 08h01

O PP entra na disputa por uma vaga no senado na chapa de Paulo Câmara, como diz o deputado federal Eduardo da Fonte, líder do partido / Foto: Câmara dos Deputados
O PP entra na disputa por uma vaga no senado na chapa de Paulo Câmara, como diz o deputado federal Eduardo da Fonte, líder do partido
Foto: Câmara dos Deputados
Da Editoria de Política

Esquenta a disputa para fazer parte da chapa majoritária encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB) na próxima eleição que agora tem postulantes até do PP. “Temos tamanho partidário e votos, questões que devem ser levadas em conta para se escolher um senador. Estamos aguardando o tempo do Palácio. As discussões devem esquentar a partir de abril”, resume o deputado federal Eduardo da Fonte, um dos líderes do PP em Pernambuco.

O partido tem pelo menos dois nomes que estariam nessa disputa: o próprio Eduardo da Fonte e o deputado estadual Cleiton Collins, respectivamente, os deputados federal e estadual mais votados na eleição de 2014. O primeiro obteve 283.762 votos e o segundo contou com 216.874 votos. O partido também tem uma bancada formada por seis deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Estado (Alepe). Na última eleição, a de 2016, o PP conseguiu ter os vereadores mais votados do Recife, Michele Collins, e o de Jaboatão, Sandro de Andrade, conhecido como Totô Junto Com o Povo.



TEMPO DE TV

Além dos votos dos políticos da legenda, Eduardo da Fonte argumenta que a participação do PP na chapa majoritária de Paulo Câmara traria outro benefício ao grupo: mais tempo na propaganda de TV. “A nossa expectativa é de sermos um dos partidos com mais tempo de TV pela nossa bancada federal composta por 46 parlamentares. Geralmente, o tempo da propaganda da TV é determinada, proporcionalmente, de acordo com o número de deputados federais”, explica.

E qual foi a última vez que o PP teve um senador em Pernambuco ? “Foi Aderbal Jurema”, responde Eduardo da Fonte. Jurema pertencia ao antigo PFL e ocupou o cargo no Senado na década de 80. Uma parte dos políticos que participaram da origem do PP vieram do antigo PDS, Arena e PFL, além do Partido Democrático Cristão (PDC), todos extintos. O partido atua como PP desde 2003. O presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, foi contactado, mas não atendeu à reportagem do JC.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM