Jornal do Commercio
Denúncia

TCE-PE identifica funcionários-fantasmas na Prefeitura do Recife

Servidores deveriam atuar no Gabinete de Representação da Prefeitura do Recife em Brasília

Publicado em 13/06/2018, às 21h38

Prefeitura afirmou que “adotará as providências cabíveis” quando for notificada oficialmente pelo tribunal / Foto: Acervo/ JC Imagem
Prefeitura afirmou que “adotará as providências cabíveis” quando for notificada oficialmente pelo tribunal
Foto: Acervo/ JC Imagem
Da Editoria de Política

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) atestou, na última sexta-feira (8), a existência de funcionários-fantasmas no Gabinete de Representação da Prefeitura do Recife em Brasília. De acordo com a corte, os servidores Sérgio Ricardo Macedo Diniz, Robson Ramos Xavier da Silva e Erasmo Manoel de Souza “receberam a remuneração decorrente do exercício de cargo comissionado no Gabinete de Representação em Brasília, mas não ofertaram a correspondente contraprestação em trabalho”.

Por conta disso, o tribunal determinou que Antônio Barbosa de Siqueira Neto, chefe da unidade, devolva aos cofres da capital pernambucana o total de R$ 65.647,46, devidamente atualizados, e pague multa de R$ 15.000,00. O TCE-PE exige ainda que que o prefeito Geraldo Julio instaure, em até 180 dias, uma Tomada de Contas Especial para “verificar a efetiva prestação de serviço dos servidores” a partir de setembro de 2016.



OUTRO LADO

Através de nota, a Prefeitura do Recife afirmou que “todos os prestadores de serviços vinculados à gestão municipal exercem suas funções, sendo responsabilidade de cada servidor e da sua chefia imediata o cumprimento da presença e dos horários”. O documento diz ainda que ainda cabe recurso à decisão do TCE e que quando for notificada “adotará as providências cabíveis”.


Recomendados para você


Comentários

Por magno,14/06/2018

fota o lepotismo no governo e os benificios que a familia campos tem e esse governador paulo camara que não faz nada que presta e ainda manda esconde os verdadeiros numeros dos fatos. e bota pessoal dele na funape e outros orgãos pra ferra com nos. mais a resposta vem na eleição.

Por Gilson,14/06/2018

A prefeitura é cheia de comissionado e contrato temporário peixada de político, pessoas sem competência nenhuma para assumir cargos que tem salários altos, por isso que os políticos estão doidos para acabar com o concurso público. Querem mais vagas de emprego para trocarem por votos, o resultado é esse ai, apadrinhados deitando e rolando sugando os impostos dos contribuintes e ainda fazendo esse tipo de coisa confiando na proteção que tem de seus "peixes".

Por Danillo,14/06/2018

O TCE-PE tem 57 funcionários comissionados que são sobrinhos, primos de desembargadores e deputados do Recife. o salário médio é de aproximadamente 15 mil reais, para pessoas sem nenhum preparo para assumir as responsabilidades para que foram delegadas. Comissionados são o câncer de Pernambuco, juntamente com essa corja de políticos e auditores.

Por Alexandre Magno,14/06/2018

Prefeitura do Recife #capitaldonordeste.

Por aldir,14/06/2018

terem-me umas duvidas: 1-porque conselheiro do TCE, indicado por políticos, recebe $$$ tanto quanto um juiz???? 2-Ja que no TCE tem funcionários próprios, porque ter comissionados para atender os conselheiros e juízes??? 3- Funcionário fantasma existe apenas no Prefeitura do Recife e na Assembleia Legislativa não???? 4-Porque o TCE não propõe limpar as prefeituras que viraram cabides de apadrinhados??? 5-Qual a efetiva utilidade do TCE ja que tem tanta prefeitura roubando pelo Estado??



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior
Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM