Jornal do Commercio
Decoração

Decoração pernambucana dá o ar da graça em Milão

Na última edição do badalado salão de móveis italiano, projeto de recifenses roubou a cena

Publicado em 29/04/2011, às 08h33

Das cinco cadeiras utilizadas no ambiente, quatro eram barris reaproveitados. / Divulgação

Das cinco cadeiras utilizadas no ambiente, quatro eram barris reaproveitados.

Divulgação

Bruna Cabral

Não foi só encenação para inglês ver. Gente do mundo inteiro pôde conferir e, se tudo der certo, há de reproduzir as sugestões de decoração propostas pelo arquiteto Anderson Lula Aragão em sua adega sustentável. O ambiente foi o único projeto a representar Pernambuco no Salão de Móveis de Milão, realizado entre os últimos dias 12 e 17 de abril, na Itália.

Em cada canto do ambiente, detalhes “verdes” chamavam a atenção. Um dos mais comentados foi o porta vinhos improvisado a partir de canos de PVC cortados e presos na parede. Bancos em tons rústicos montados com pedaços de palete (estrutura de madeira usada para empilhamento de cargas) também roubaram a cena.

Na mesa da sala, outra agradável surpresa. Das cinco cadeiras utilizadas, quatro eram barris reaproveitados. Já nas paredes, o reboco descascado deixava os tijolos originais da construção aparentes, garantindo sofisticação e rusticidade ao mesmo tempo.

Responsabilidade social e sustentabilidade foram traduzidas ainda em detalhes como um abacaxi de barro produzido em Tracunhaém. “O legal da peça é que, além de decorar, ela também pode ser usada como suporte para aperitivos”, diz Aragão, professor de arquitetura da Faculdade Maurício de Nassau, que desenvolveu a adega em conjunto com a designer Thatiane Bayer e a artista plástica Ina Aragão. “Pensamos em uma adega que funcionasse também como espaço de convívio.”

O ambiente foi originalmente idealizado para a edição 2010 do Morar Mais por Menos e concorreu com outros 336 espaços apresentados em sete capitais brasileiras. Na região Nordeste, apenas outros dois ambientes foram escolhidos pelo Morar Mais por Menos para participar do evento em Milão, ambos assinados por profissionais de Salvador.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM