Jornal do Commercio
transformação

JC muda visual mantendo o compromisso com a credibilidade

Conheça as mudanças na marca e na configuração do JC

Publicado em 05/04/2016, às 08h18

Apoiados por uma poderosa inserção nas mídias digitais, estamos construindo uma nova forma de produzir conteúdo, reforçando a marca JC em qualquer opção de leitura / Reprodução

Apoiados por uma poderosa inserção nas mídias digitais, estamos construindo uma nova forma de produzir conteúdo, reforçando a marca JC em qualquer opção de leitura

Reprodução

Do JC Online

No último 3 de abril, o nosso JC completou 97 anos de vida. Agora, nos permita compartilhar com você um novo momento: estamos mudando. A partir deste 5 de abril, o JC chega todos dias em suas mãos com uma nova marca, um novo desenho, uma nova configuração, com novas fontes, com um visual, mais leve e atraente. As transformações pelas quais o mundo vem passando exigem respostas rápidas. Aqui nós aprendemos a reagir a essas exigências sem ceder um milímetro naquilo em que acreditamos: o compromisso com a nossa comunidade, que resulta na força da nossa credibilidade.

> Saiba como ler o novo JC:

{EMBED 1}

Mudamos, caro leitor, mas continuamos os mesmos, defendendo a mesma bandeira. Aliás, a Bandeira de Pernambuco, mantida, sempre, e estampada na nossa nova marca, não está ali à toa. É compromisso com a nossa terra, com a nossa gente, com a nossa região, com o nosso País, com os valores democráticos de liberdade e de independência que nos norteiam. Somos parte de um grupo que sempre fez questão de pontuar o “Orgulho de ser Nordestino”.

Mas não estamos mudando só o desenho do jornal. Estamos também aperfeiçoando o modo de fazer jornalismo. Este não é mais o jornal do noticiário de ontem. É o jornal de hoje, que propõe uma agenda, cria um debate, mobiliza cidadãos, discute os problemas, aponta soluções, opina, ouve opiniões. Apoiados por uma poderosa inserção nas mídias digitais, estamos construindo uma nova forma de produzir conteúdo, reforçando a marca JC em qualquer opção de leitura que você, caro leitor, queira fazer. Estamos nos reinventando para atender ao máximo as exigências do consumidor de informação do nosso tempo.

Este é um jornal do nosso tempo. Do seu tempo. O que muda a partir deste 5 de abril foi pensado para mantê-lo como parceiro, sempre, nessa jornada de descobertas e reflexões que temos feito juntos ao longo dos últimos anos. E vamos continuar mantendo esta parceria, que conosco é cumplicidade. O JC que você receberá agora, caro leitor, é resultado de tudo isso.

 

Todo dia é um recomeço, a gente parte do zero, se reinventa. Tudo isso para levar até você a informação com velocidade e...

Publicado por Jornal do Commercio em Terça, 5 de abril de 2016


Comentários

Por Raquel,10/04/2016

Que porcaria! Deveria ter uma coluna dedicada a Educação, mas nãoo... o bom mesmo é imbecilizar ainda mais a população com colunas fúteis.

Por Jorge Luna,05/04/2016

Sou assinante do Jornal do Commercio há muitos anos.Hoje recebi mais um exemplar,que veio "mais moderno".Em minha opinião o JC ficou mais pobre e menos atrativo.Talvez tenha ficado melhor para encadernar com apenas dois cadernos ou talvez,quem sabe,,em dias de poucas matérias seja mais fácil preencher dois cadernos do que quatro.Vou continuar assinante muito embora decepcionado.

Por Leidson Ferraz,05/04/2016

Retrocesso no Jornal do Commercio Quase não acreditei quando vi que o JC aumentou enormemente o espaço dedicado aos escritos do Ancelmo Gois (RJ), colunista que só divulga banalidades de celebridades do Rio e São Paulo e que nunca deu atenção à Cultura do Nordeste e restante do país. Enquanto isso vemos colunas como "Escrita", do Diogo Guedes?, voltada à Literatura daqui e do mundo, espremidas drasticamente, além da redução do Caderno C como um todo. O que é isso, editores? Será sentimento de inferioridade em relação à imprensa do "eixo cultural" do Brasil para reproduzir uma coluna que não nos diz nada de interessante? Valorizemos o que é nosso, por favor! Reavaliem este desastre editorial. A verdadeira Cultura clama pela atenção devida.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM