Jornal do Commercio
animal

Proteja seu animal do incômodo provocado por fogos de artifício

Animais possuem capacidade auditiva muito sensível e sofrem com fogos. Veja dicas para protegê-lo

Publicado em 16/06/2016, às 09h49

Cachorros são os animais que mais sofrem com fogos de artifício / Foto: André Nery/JC Imagem
Cachorros são os animais que mais sofrem com fogos de artifício
Foto: André Nery/JC Imagem
JC Online

Festa de São João rima com comidas típicas, feitas geralmente com milho, forró e fogos. Esses últimos, se não usados corretamente, podem causar acidentes sérios, como queimaduras. Mas o barulho produzido pelos fogos também são um verdadeiro martírio para os animais. Com uma capacidade auditiva muito sensível, os pets sofrem muito quando chega a época dos festejos juninos.

"Os animais sofrem com o barulho dos fogos porque o sentido da audição deles é muito mais sensível do que o homem. A frequência do som detectada pelo homem vai de 16 Hertz a 20.000; já a do cão, de 10 Hertz a 40.000", explica o veterinário Ricardo Rafael Cavalvanti.

Essa capacidade auditiva mais aguçada explica o fato de os cachorros latirem bastante quando escutam os fogos soltados durante as festas de São João. Além do barulho, o medo pode ser causado por outros fatores. “Recomendo sempre aos donos que deixem o animal em um lugar que ele já conheça e se sinta confortável. Apagar a luz pode ajudar a acalmá-lo”, afirmou Ricardo.

Há quem coloque algodão nas orelhas dos animais, sobretudo dos cães, para tentar amenizar o incômodo. Nos casos de animais que apresentam reações extremas, Ricardo Rafael orienta o uso do medicamento acepromazina ou acetilpromazina – tranquilizante específico para cães e gatos. “A dosagem é de uma gota do medicamento para cada quilo do animal, e deve ser feita antes da explosão dos fogos. Mas vale ressaltar que o uso deve ser prescrito pelo veterinário. É necessário um exame clínico no animal para saber se ele pode tomar a medicação. As contra-indicações são poucas, mas para animais com graves problemas cardíacos, por exemplo, não é recomendado o uso da acepromazina”, ressalta.

 

O canal no You Tube Dicas Boas para Cachorro fez um vídeo com um veterinário dando dicas do que pode se feito para amenizar o sofrimento dos bichinhos. Confira:

Veja dicas para melhorar o bem-estar do animal:

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM