Jornal do Commercio
TURISMO

Uma Las Vegas mais em conta

Bairro de Downtown tem opções mais baratas que a badalada Strip

Publicado em 10/09/2016, às 19h14

Ruas tranquilas contrastam com agitação da Strip / Felipe Vieira/Especial para o JC
Ruas tranquilas contrastam com agitação da Strip
Felipe Vieira/Especial para o JC
JC Online

Downtown Las Vegas é o lugar perfeito para quem quer fugir da agitação dos cassinos e resorts da Strip. Trata-se da área onde nasceu a cidade, em 1905, e que foi sede da maioria dos cassinos e hotéis o início da construção dos grandes resorts, nos anos 1990. O local se encontrava degradado até meados de 2012, quando o comércio estava definhando e os índices de criminalidade, aumentando. Até que uma iniciativa simples devolveu a vida ao bairro.

O Downtown Project é um coletivo especializado em inovação e empreendedorismo, que hoje emprega 900 pessoas distribuídas em 300 pequenos negócios espalhados pelo bairro. Uma das iniciativas mais marcantes é o Container Park, mistura de espaço de convivência, shopping center e food park, todo feito em contêineres de verdade. Nos finais de semana, há música ao vivo e espaço para brincadeiras infantis.

FREMONT ST

Mas talvez a experiência mais marcante em Downtown Vegas seja a Fremont Street, um boulevard onde pode-se encontrar comida e bebida a preços mais camaradas que os praticados na Strip. A concentração de artistas de rua e de lojas de souvenirs também é grande. Não deixe de "voar" pela rua na Slotzilla, uma super-tirolesa que percorre toda a extensão da Fremont (US$ 25).

Outra pedida é o Mob Museum (Museu da Máfia), onde existe o maior acervo sobre o crime organizado nos EUA (US$ 19,95). De Al Capone a Sam Giancana, passando por Lucky Luciano, todos os mafiosos que atuaram no país têm suas histórias contadas, com direito a objetos originais, como uma das balas que Jack Ruby disparou ao matar Lee Harvey Oswald (assassino confesso de John Kennedy), em 1963.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM