Jornal do Commercio
CONSUMO

Vendas pela internet sobem 20% no Natal

Faturamento do comércio eletrônico foi de R$ 2,6 bilhões

Publicado em 27/12/2011, às 10h19

Da Agência Estado

O faturamento nominal das empresas de comércio eletrônico cresceu 20% neste Natal na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pela empresa de monitoramento de comércio eletrônico, e-bit. Entre os dias 15 de novembro e 24 de dezembro, o faturamento do e-commerce somou R$ 2,6 bilhões.

O porcentual de atrasos nas entregas sobre o total de pedidos recuou de 17% em 2010 para 13% este ano. Já o número de pedidos cresceu 27%. "Isso demonstra os esforços dos lojistas para que os problemas que ocorreram no Natal passado não voltassem a acontecer. No decorrer desse ano, as empresas investiram em logística, tecnologia, centros de distribuição e capacitação de profissionais", informou a e-bit, em nota à imprensa.

O tíquete médio, por sua vez, apresentou uma queda de 6,21%, para R$ 347. A categoria com maior número de pedidos foi a de eletrodomésticos, seguido por saúde, beleza e medicamentos; informática; moda ? e eletrônicos.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM