Jornal do Commercio
FESTA GEEK

Campus Party Brasil começa semana que vem

Evento acontece em São Paulo até o dia 3 de fevereiro

Publicado em 25/01/2013, às 14h56

Do JC Online

Vai começar a festa. Semana que vem, em São Paulo, acontecerá a sexta edição da Campus Party Brasil (CPBR6). O evento, que ano passado contou com sete mil participantes acampados, está ainda maior. São esperadas oito mil pessoas, que passarão 24 horas respirando tecnologia e cultura digital entre os dias 28 e 3 de fevereiro, no Anhembi Parque. E ainda há vagas. Para os retardatários, existem cerca de 500 barracas disponíveis.

Entre as atrações desta edição, figuras ilustres do mundo da ciência e tecnologia. O evento começa logo com um dos ícones do século 20, o astronauta Buzz Aldrin, o segundo de uma lista seleta de 12 homens que pisaram na Lua (teria sido o primeiro, caso a posição na nave Apollo 11 não tivesse forçado o capitão Neil Armstrong a descer primeiro). Buzz é um dos maiores defensores da retomada do programa espacial dos Estados Unidos e nos últimos anos tem militado por uma missão tripulada a Marte.

O segundo magistral também é um ícone com profunda influência na cultura atual. Trata-se de Nolan Bushnell, nada menos que o fundador da Atari e, muito mais que isso, a mente por trás do primeiro jogo eletrônico: Pong. Por isso, Bushnell é considerado o pai da indústria dos videogames e deve falar do impacto dos jogos na vida moderna e de outras histórias, como quando empregou um certo Steve Jobs em sua companhia.

Outra atração da CPBR6 é o diretor-executivo da Mozilla Foundation, Mark Surman. Ele subirá ao palco na noite da sexta-feira. Além deles, também estão programadas palestras do diretor da Singularity University, Salim Ismail, do economista Don Tapscott, e da diretora de ativismo da Electronic Frontier Foundation, Raney Reitman.

Mas não para por aí. Além das palestras dos convidados magistrais, a CPBR6 contará ainda com participações de mais nomes conhecidos do mundo da tecnologia de dentro e fora do Brasil. Um dos principais deles é o cofundador e conselheiro da Rapsberry-Pi Foundation, Pete Lomas. A fundação é responsável pelo desenvolvimento de uma plataforma computacional baseada em código aberto, descrita como “um computador do tamanho de um cartão de crédito que pode ser plugado em uma TV ou teclado”. 

O debate sobre o futuro da humanidade frente às novas tecnologias também terá vez na Campus. O professor-doutor da Universidade de São Paulo (USP) Luli Radfahrer falará sobre biohacking e transhumanismo.

Mas tudo isso é só uma pequena parte do que está previsto para acontecer nos cinco dias do evento. Haverá debates sobre viagem no tempo, robótica, cibernética, programação e até discussões sobre papéis de gênero no ambiente de TI.

RECIFENSES

Enquanto a Campus Party não volta à capital pernambucana, o Recife vai até São Paulo participar da festa geek. Uma das empresas que irá marcar presença na feira é o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar), que terá como curador da área de robótica o engenheiros de sistemas Henrique Foresti. O centro apresentará duas palestras sobre sistemas embarcados e veículos aéreos não tripulados (vant) além da oficina Microcontroladores para robôs, que será ministrada pelo engenheiro de sistemas embarcados Daniel Pereira. 

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM