Jornal do Commercio
Empreendedorismo

Aceleradoras são vitais para startups

Empresas prestam assessoria às iniciantes, ajudando a deslanchar o negócio

Publicado em 20/07/2013, às 19h40

É importante saber escolher qual aceleradora procurar, aconselharam os palestrantes / Igor Gomes/Especial para o JC

É importante saber escolher qual aceleradora procurar, aconselharam os palestrantes

Igor Gomes/Especial para o JC

Igor Gomes

Se você tem ou quer ter uma startup, deve passar por várias etapas certas (saber o que quer, criar um modelo de negócio) e incertas (como gerir o negócio, como desenvolver o produto). Quando esses estágios forem ultrapassados, o empreendedor pode procurar uma aceleradora para dar gás no negócio. São empresas que investem financeiramente em startups e costumam prestar assessoria para ajudar a desenvolver o negócio. As vantagens desse processo foram discutidas na última mesa-redonda de empreendedorismo da Campus Party. 

Com mediação de Guga Gorenstein (do poup.com), a mesa contou com participação do CEO da eStoks Soluções em Ativos Excedentes, Ricardo Salazar; Flávio Almeida, sócio da Proativa e da ProDeaf; Gustavo Monteiro, fundador da Opara; e Ronaldo Tenório, CEO da Hand Talk. O debate foi prestigiado e os campuseiros estavam visivelmente entusiasmados com a discussão.

As aceleradoras investem dinheiro em startups e fazem exigências contratuais em troca (aumento do pró labore dos sócios, compras em alto valor, entre outras possiblidades). As vantagens, segundo os debatedores, são muitas. "No meu caso, me fez ter foco no negócio, desenvolver o modelo ideal, proporcionou network, me aproximou de grandes empresas. Cresci seis anos em seis meses", declarou Tenório. "A aceleradora provoca e isso é muito bom. Às vezes ela não conhece o mercado e aponta fatos ou propõe ideias que nos tiram da zona de conforto", completou Ricardo Salazar.

É importante saber escolher qual aceleradora procurar. "Hoje há muitas aceleradoras, pseudoaceleradoras e coisas afins. É preciso saber escolher a melhor. Por isso, é bom buscar o histórico (das aceleradoras) e, se for possível, conhecer as pessoas que trabalham lá", afirmou Salazar.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM