Jornal do Commercio
MUDANÇA

A placa do seu carro vai mudar

A partir de 2016 veículos comerciais sairão da loja com placa de quatro letras e três números. Automóveis passeio só em 2018

Publicado em 15/10/2014, às 11h57

Placas dos países do Mercosul terão de seguir um padrão de placa, com quatro letras e três números / Divulgação

Placas dos países do Mercosul terão de seguir um padrão de placa, com quatro letras e três números

Divulgação

Edilson Vieira

As placas dos carros no Brasil vão mudar. A partir de 2016, todos os veículos de transporte de carga e passageiros do Brasil terão que adotar um novo padrão de identificação. Em 2018 será a vez dos carros de passeio e motocicletas. As novas placas só serão obrigatórias para os veículos novos quando realizarem o primeiro emplacamento. Os usados farão a mudança gradativamente.

Muitos detalhes ainda estão sendo discutidos, mas é certo que as novas placas seguirão um padrão aprovado, semana passada, para todos os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Venezuela, Uruguai e Paraguai) e seguem um modelo semelhante ao já adotado na Europa. Basicamente mudam a cor, forma e números de caracteres. O tamanho será o mesmo atualmente adotado no Brasil: 40 centímetros de largura por 13 centímetros de altura para carros, ônibus e caminhões.

No caso das motocicletas, as dimensões são outras: 20 centímetros de largura por 17 centímetros de altura. A nova placa trará na parte superior o nome e a bandeira do país onde o carro é matriculado, além do símbolo do Mercosul. Deixam de constar na placa o registro da cidade e do estado da Federação, como é hoje.

Também constam da nova identificação uma nova combinação alfanumérica. Ela é composta de quatro letras e três números. A cor da placa será branca. 

Segundo comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da Argentina, responsável pela divulgação do novo padrão de placas de identificação, com o novo agrupamento de letras e números serão possíveis mais de 450 milhões de combinações diferentes. O atual modelo brasileiro permite cerca de 175 milhões de combinações.

CONTROLE

De acordo com informações repassadas pelas autoridades, com a nova placa, ficará mais fácil fazer o controle sobre a travessia de fronteiras com veículos, inibindo inclusive o roubo e envio de veículos do Brasil para os países vizinhos.

“A adoção do novo registro implica na criação de um cadastro único de veículos para todo o Mercosul. Isso vai facilitar a fiscalização de veículos, principalmente em regiões de fronteira”, afirma Diego Brandão, assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Atualmente a frota circulante nos cinco países é de 110 milhões de veículos.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM