Jornal do Commercio
SERVIÇO

Quando vale a pena acionar o seguro do carro por conta das chuvas

Motorista que teve carro avariado deve avaliar os gastos para ver se são superiores ao valor da franquia

Publicado em 30/05/2016, às 15h59

Seguradoras se responsabilizam por danos causados por alagamentos / Alexandre Gondim/Arquivo JC Imagem
Seguradoras se responsabilizam por danos causados por alagamentos
Alexandre Gondim/Arquivo JC Imagem
Edilson Vieira
Repórter de Veículos

A boa notícia para quem tem carro segurado é que o seguro cobre sim, despesas provocadas por problemas com as chuvas fortes, como alagamentos. Mas o que o motorista tem que observar é se vale a pena acionar a seguradora. Se o valor do conserto for menor que o valor da franquia que ele terá de pagar, a resposta é não. “Não vale a pena acionar o seguro para um conserto pequeno, como lavagem de tapetes e bancos”, aconselha Carlos Valle, diretor regional da Federação Nacional de Corretores de Seguros (Fenacor). 

>>> Saiba o que fazer quando perder a placa do seu carro nas chuvas.

Mas se o problema foi mais grave, como o calço hidráulico - que é quando o motor trava ao passar por uma água mais profunda, o seguro pode e deve ser acionado. O mesmo vale para quem teve o carro invadido pela água em garagens subterrâneas. Se o estrago foi grande, procure a seguradora. Desde 2004 todos os planos básicos de seguro com cobertura contra colisão, incêndio e roubo também devem se responsabilizar por submersão do veículo em água doce.

>>> RELEMBRE A GRANDE CHEIA DE 1975

O mesmo conselho vale para acidentes provocados por conta das chuvas, como a queda de uma árvore em cima do veículo ou quando o carro cai em um buraco da rua encoberto pela água e danifica a suspensão. Nestas situações, o conserto certamente não sairá barato e aí é onde entra a a seguradora. “Qualquer reparo acima do valor da franquia, e que não seja caso de perda total, é motivo de acionar a seguradora para pedir o conserto”, diz Carlos Valle. O diretor da Fenacor lembra ainda que, qualquer que seja o problema com o carro, o motorista pode chamar a assistência mecânica 24 horas solicitando, por exemplo, que um guincho retire o carro de uma área alagada.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM