Jornal do Commercio
EXIBIÇÃO

Quem vai aparecer no Salão de São Paulo

Principais marcas já confirmaram as atrações da mostra internacional que começa no dia 10 de novembro

Publicado em 16/10/2016, às 09h00

Ford F 150 Raptor não será vendida no Brasil mas vai estar no estande da marca / Divulgação
Ford F 150 Raptor não será vendida no Brasil mas vai estar no estande da marca
Divulgação
Sílvio Menezes
Editor de Veículos

Salão do Automóvel de São Paulo só abre as portas ao público de 10 a 20 de novembro, mas as montadoras já começaram a revelar algumas de suas estrelas para a mostra internacional. Vários fabricantes confirmaram carrões e dá para perceber que a exposição deste ano promete. Os primeiros nomes revelados são um aperitivo e tanto. Cada montadora tem sua estratégia. A Citroën, por exemplo, adiantou que vai levar somente conceitos. Mas muitos dos fabricantes querem saber mesmo é de vender e vão exibir aqueles modelos que o público poderá admirar e comprar nas lojas num futuro próximo. Quais serão?

O segredo é grande, mas à medida que o dia da feira se aproxima a gente tem as pistas. O número de expositores é bem grande e um time de primeira deve vir da Renault, que vive um bom momento em nosso País. A marca francesa prepara uma enxurrada de lançamentos para o próximo ano no Brasil e vai levar pelo menos três para a mostra da capital paulista: Captur, Koleos e o Kwid. E não se assuste se a marca levar ainda a picape média Alaskan, que será vendida em nosso País em 2017.

SALÃO

Ainda no time dos franceses o nome mais forte da Peugeot é o 3008. O SUV mudou completamente e vai ser a estrela da marca na mostra de São Paulo. O carro deve começar a ser vendido no começo de 2017. Na Land Rover teremos o novo Discovery, exibido no mês passado no Salão do Automóvel de Paris, e até a Evoque conversível. Esse modelo também será comercializado no Brasil.

Na Ford existem muitos segredos, mas a montadora norte-americana confirmou a vinda da picape F-150, um dos modelos mais vendidos no mundo. Não é para ser comercializada aqui, mas para presentear o público com um veículo de grande sucesso. O Fusion híbrido também estará por lá. Da Nissan o nome confirmado é o GTR, o superesportivo que começou a ser vendido mês passado por quase R$ 900 mil em nosso País. E a Toyota esconde bem o jogo. Muitos esperam ver o Corolla atualizado, mas é pouco provável que ele dê as caras por lá. Se ele não vier, não tem problema. Os visitantes poderão conferir o CH-R, mistura de hatch grandão com SUV compacto. Esse veículo esteve no Salão do Automóvel de Paris e é apontado por muitos como rival do Honda HR-V. A Toyota até confirmou a vinda dele, mas não fala nada a respeito do início de sua comercialização no Brasil. A aparição será só para testar a reação do público.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Na Fiat, que costuma pregar peças no público com grandes novidades, deve vir com belos nomes. Até agora não confirmou nada, mas tem muita gente esperando para ver os substitutos de Linea, Bravo e outros da linha. Na GM – que celebra o título de carro mais vendido com o Onix – pode mostrar o Cruze Hatch e mesmo o Camaro atualizado. E a Volkswagen? Será que traz o novo Gol? Mistério. Mas quem deve dar uma passadinha é a Tiguan 2017, que também esteve na mostra parisiense.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM