Jornal do Commercio
Serviço

Como viajar com seu pet em segurança

Evite deixar seu pet solto no veículo

Publicado em 18/12/2016, às 14h48

Evite deixar seu pet solto no veículo / Divulgação
Evite deixar seu pet solto no veículo
Divulgação
JC Online

Por Matheus Silva / Especial para o JC

Quem é que não gosta de viajar com a família, especialmente neste período de festejos de fim de ano e férias escolares? E se tiver um animal de estimação por perto? A viagem tem tudo para ficar completa. Mas quem pensa em encarar a estrada nos próximos dias com a bicharada precisa tomar cuidado na hora de transportar os animais no veículo. Do contrário, você estará colocando a vida dele em risco e pode até ser multado pelas autoridades de trânsito.

O Código de Trânsito até prevê regras para transporte de animais nos veículos. As normas nem são tão novas, mas poucos são os condutores que seguem à risca as recomendações das autoridades. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os animais não devem ficar soltos durante a viagem. A PRF recomenda que eles sejam colocados num assento especial e presos a um cinto de segurança.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, é proibido dirigir o veículo transportando animais a sua esquerda ou entre braços e pernas. Uma situação muito comum nas ruas e estradas do Recife é ver o animal com a cabeça do lado de fora do veículo. O motorista que desrespeita a lei vai ser multado em R$ 130 e levará quatro pontos na carteira de habilitação. Em Pernambuco somente 97 motoristas foram notificados por este tipo de infração de janeiro a novembro deste ano. 

Infográfico

Transportar cachorro

O correto é transportar o seu gato, cachorro ou pássaro numa caixa apropriada. Esse tipo de artigo é vendido em lojas de Pet Shop, com diferentes preços. “O animal solto dentro de um carro pode não oferecer risco aparente, mas existe um perigo. Ele pode se assustar e pular para o motorista, entrar entre os pedais de freio e acelerador ou mesmo pular pela janela. O condutor que pensa em segurança não pode descartar nenhuma possibilidade”, diz a Policial Rodoviária Federal Marilena Malagodi. E para donos de picapes um alerta: a legislação proíbe o transporte dos bichos em caçambas.

A multa neste caso é considerada grave, mais cinco pontos na carteira de motorista e o condutor terá de pagar R$ 195.

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM