Jornal do Commercio
Carteira

Carteira de habilitação muda a partir de maio

As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor

Publicado em 07/01/2017, às 08h13

As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor / Divulgação
As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor
Divulgação

Por Edilson Vieira

Desde o último dia 1 de janeiro a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) mudou. Quem solicitou renovação, alteração de categoria ou está tirando o documento pela primeira vez já vai receber o documento com novas cores e desenhos. As CNHs atuais – que ainda estão dentro do prazo de validade – não precisam ser trocadas. 

Mas a partir do próximo mês de maio a CNH vai mudar novamente. Nessa data ela passa a contar com um QR-Code. Um código gráfico que, ao ser lido por um aplicativo de smartphone, vai fornecer informações como Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach) e a fotografia do condutor cadastrada diretamente no banco de dados do órgão de trânsito. O QR-Code vai permitir que as autoridades de trânsito possam verificar possíveis alterações de dados da CNH.

SEGURANÇA

As mudanças já implementadas, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), também visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor já que a CNH está sendo cada vez mais utilizada como principal e, às vezes, o único documento de identificação pessoal, no lugar da carteira de identidade. Apesar dos “ajustes”, os mais desatentos nem vão perceber a diferença. 

Na prática, sai a coloração azul esverdeada e entra a cor preta. O tamanho da CNH permanece o mesmo mas agora ela tem nova tecnologia de impressão. O Brasão da República, localizado no canto superior esquerdo, é impresso com uma tinta especial de segurança com elementos que só podem ser vistos com o uso de luz negra. Foi introduzida ainda uma película protetora com tinta invisível fluorescente, com reação vermelha quando submetida a raios ultravioleta.

Infográfico

Nova habilitação

A carteira de motorista também ganhou o desenho do Estado onde foi emitida no canto superior direito e novas informações. Passa a constar no documento o número de formulário do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

Também não houve alteração nos custos para tirar o documento. A primeira habilitação custa R$ 48,15. Já a mudança de categoria sai por R$ 117,69. Renovação do documento custa R$ 91,19 e a segunda via sai por R$ 88,63.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Fátima Santos,09/01/2017

Enquanto isso, as ruas e estradas estão esburacadas, pondo em risco a vida do cidadão que paga seus impostos. Despesa inútil.

Por ROBSON JOSE,08/01/2017

Mais uma DESPESA DESNECESSÁRIA e bancada por nós TROUXAS CIDADÃOS, ESSAS MUDANÇAS VÃO SERVIR PRA QUÊ? cadê os dados nos computadores, na hora da abordagem é só verificar a numeração! Mais um DISPERDÍCIO de tempo e principalmente de DINHEIRO PÚBLICO! VÃO TAMPAR OS BURACOS DAS ESTRADAS BANDO DE APROVEITADORES!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Julgamento de Lula Julgamento de Lula
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, no histórico 24 de janeiro de 2018, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ampliou a pena para 12 anos e 1 mês de reclusão
Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM