Jornal do Commercio
Carteira

Carteira de habilitação muda a partir de maio

As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor

Publicado em 07/01/2017, às 08h13

As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor / Divulgação
As mudanças visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor
Divulgação

Por Edilson Vieira

Desde o último dia 1 de janeiro a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) mudou. Quem solicitou renovação, alteração de categoria ou está tirando o documento pela primeira vez já vai receber o documento com novas cores e desenhos. As CNHs atuais – que ainda estão dentro do prazo de validade – não precisam ser trocadas. 

Mas a partir do próximo mês de maio a CNH vai mudar novamente. Nessa data ela passa a contar com um QR-Code. Um código gráfico que, ao ser lido por um aplicativo de smartphone, vai fornecer informações como Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach) e a fotografia do condutor cadastrada diretamente no banco de dados do órgão de trânsito. O QR-Code vai permitir que as autoridades de trânsito possam verificar possíveis alterações de dados da CNH.

SEGURANÇA

As mudanças já implementadas, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), também visam dificultar a falsificação e dar mais segurança ao condutor já que a CNH está sendo cada vez mais utilizada como principal e, às vezes, o único documento de identificação pessoal, no lugar da carteira de identidade. Apesar dos “ajustes”, os mais desatentos nem vão perceber a diferença. 

Na prática, sai a coloração azul esverdeada e entra a cor preta. O tamanho da CNH permanece o mesmo mas agora ela tem nova tecnologia de impressão. O Brasão da República, localizado no canto superior esquerdo, é impresso com uma tinta especial de segurança com elementos que só podem ser vistos com o uso de luz negra. Foi introduzida ainda uma película protetora com tinta invisível fluorescente, com reação vermelha quando submetida a raios ultravioleta.

Infográfico

Nova habilitação

A carteira de motorista também ganhou o desenho do Estado onde foi emitida no canto superior direito e novas informações. Passa a constar no documento o número de formulário do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

Também não houve alteração nos custos para tirar o documento. A primeira habilitação custa R$ 48,15. Já a mudança de categoria sai por R$ 117,69. Renovação do documento custa R$ 91,19 e a segunda via sai por R$ 88,63.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Fátima Santos,09/01/2017

Enquanto isso, as ruas e estradas estão esburacadas, pondo em risco a vida do cidadão que paga seus impostos. Despesa inútil.

Por ROBSON JOSE,08/01/2017

Mais uma DESPESA DESNECESSÁRIA e bancada por nós TROUXAS CIDADÃOS, ESSAS MUDANÇAS VÃO SERVIR PRA QUÊ? cadê os dados nos computadores, na hora da abordagem é só verificar a numeração! Mais um DISPERDÍCIO de tempo e principalmente de DINHEIRO PÚBLICO! VÃO TAMPAR OS BURACOS DAS ESTRADAS BANDO DE APROVEITADORES!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM