Jornal do Commercio
MECÂNICA

Saiba como utilizar bem o ar-condicionado do carro

Equipamento é de fácil manuseio e exige pouca manutenção mas ela deve ser feita da forma correta

Publicado em 12/03/2017, às 09h25

São muitos os mitos sobre utilização da refrigeração do ar nos carros / Divulgação
São muitos os mitos sobre utilização da refrigeração do ar nos carros
Divulgação
Editoria de Veículos

Existem muitos mitos em relação ao bom funcionamento do sistema de ar-condicionado automotivo. O mais novo deles surgiu há poucos dias. Uma mensagem compartilhada nas redes sociais chamou a atenção de vários motoristas para o “perigo” que é colocar o ar-condicionado do carro em operação com o veículo rodando em alta velocidade. O texto alerta que, se o ar for ligado com o veículo em movimento acima dos 80 km/hora, pode danificar o compressor do sistema. A mensagem foi tomada como verdadeira por muita gente e alguns condutores ficaram preocupados, pois o compressor é um dos principais componentes do sistema de climatização do automóvel e um dos mais caros, custando em torno de R$ 2 mil para um modelo popular 1.0.

Ainda segundo o texto, de origem desconhecida, o compressor tem um dispositivo de acionamento semelhante a de uma embreagem. Diz o aviso: “Quando você aperta o botão do ar-acondicionado essa embreagem aciona o condicionador do ar instantaneamente. Se a rotação do motor estiver em 3.000 ou 4.000 RPM, você irá dar um tranco violento no sistema e isso poderá danificar o compressor”, crava o texto. Procuramos o consultor automotivo Alexandre Costa, da Alpha Consultoria, para esclarecer as informações contidas no texto divulgados nas redes sociais.

AR-CONDICIONADO

Ele respondeu que apenas parte do alerta está correto tecnicamente. “É verdade que o acionamento do sistema de climatização é semelhante ao de uma embreagem, mas é errado dizer que ligar o ar-condicionado com o carro em alta velocidade pode quebrar algum componente”, afirma o expert. Alexandre Costa explica que se a embreagem do sistema de ar-condicionado fosse do tipo mecânica, aí sim haveria algum problema. A rotação elevada do motor entraria em “choque” ao se acoplar ao sistema e ar-condicionado. Só que ele lembra que os engenheiros automotivos criaram um sistema eletromagnético justamente para que haja um deslizamento entre a parte que gira em alta velocidade do motor do veículo e o sistema de ar-condicionado. “Assim não há trancos no sistema nem perigo de quebra do compressor de ar”, garante Costa.

Não é preciso parar o carro no acostamento para poder acionar o sistema de climatização. O motorista pode ligar ou desligar o ar em qualquer velocidade. Esse é apenas um mito que deixa dúvidas sobre a melhor forma de utilizar o ar-condicionado do carro. Outros mais comuns afirmam que o ar-condicionado digital é mais eficiente que o mecânico e que o gás refrigerante tem prazo de validade e precisa ser completado de vez em quando. Veja o que é verdade e o que é mentira no infográfico abaixo.

Infográfico

arcondicionado mitos

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Cláudio de Melo Silva,13/03/2017

Ufa! Que susto! Se isso fosse verdade o sistema de ar do meu carro já tinha pifado. Quando dou partida ou ao subir uma ladeira desligo o ar para ele ter maior autonomia, por isso está sempre ultrapassando outros de maior potência.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM