Jornal do Commercio
JC 360

Como cuidar da bateria do carro e o que fazer quando ela deixar na mão

Grupo Moura criou uma solução rápida para quem precisa de uma bateria imediatamente: o Moura Fácil. Engenheiro do grupo dá dicas de como prolongar a vida útil do seu equipamento

Publicado em 22/09/2017, às 08h00

Utilizar a bateria adequada para cada carro é dica de ouro para garantir a durabilidade do produto / Ashlley Melo/JC360
Utilizar a bateria adequada para cada carro é dica de ouro para garantir a durabilidade do produto
Ashlley Melo/JC360
JC Online

Pode acontecer com todo mundo: você está parado no trânsito, ou quer sair de casa, ou até mesmo voltar para casa depois de um dia de trabalho e... a bateria do carro acaba. É inconveniente, te faz perder tempo e humor. Aconteceu recentemente com a técnica em segurança do trabalho Luciana Cristóvão, de 33 anos. “De manhã eu tentei ligar o carro e tive dificuldades para fazê-lo funcionar. Só pegou realmente empurrando, e a gente verificou que era bateria”, conta. “Eu uso muito o meu carro, uso pra trabalhar, uso pra ir pra faculdade, eu realmente me desloco muito. Ficar sem carro pra mim é o maior transtorno”, continua ela.

Existe uma solução muito simples para essa situação, o Moura Fácil. Mas antes de apresentá-la, que tal umas dicas para cuidar da bateria do carro e evitar que este tipo de inconveniente aconteça com frequência?

A primeira dica é desligar os faróis, som e outros acessórios eletrônicos do veículo quando o motor estiver desligado. Também vale deixá-los assim na hora de dar a partida, de acordo com o chefe de engenharia do grupo Moura, George de Oliveira Gomes. “Deixá-los ligados gasta a bateria e compromete a vida útil dela, que atualmente é em média de três anos”, afirma.

Utilizar a bateria adequada para cada carro é outra dica preciosa, além de sempre optar por um equipamento de mesma capacidade do anterior, quando for a hora de trocar. “Às vezes o cliente opta por uma solução mais barata e termina colocando uma bateria com capacidade menor. Isso prejudica tanto o carro quanto a própria bateria. Por ela ser de menor capacidade, ela vai trabalhar mais forçada”, completa George. É importante sempre manter as revisões do veículo em dia.

Um dos primeiros sinais que a bateria dá, quando precisa ser trocada, é visto logo na hora da partida. “Você leva alguns segundos para dar partida, mais do que você normalmente vinha levando”, diz George. Isso se agrava em períodos mais frios, como o inverno. Se o motor não deu a partida como de costume, é sinal de que a bateria precisa ser substituída”, garante o chefe de engenharia do grupo.



Estou precisando de uma bateria, o que eu faço?

“Infelizmente, não temos a cultura de fazer a troca da bateria de forma preventiva. A maioria das pessoas só a substituem quando ficam na mão. E aí se deparam com aquele momento “e agora?’”, diz a diretora de marketing do Grupo Moura, Andréa Lyra.

George diz que a chupeta pode ser feita somente em casos de emergência. Mas para evitar fazer esse procedimento sem a ajuda de um especialista, a Baterias Moura surgiu com uma nova solução, já mencionada anteriormente: o Moura Fácil. É um serviço que conecta o motorista que precisa do produto e a revendedora mais próxima. “Temos o consumidor que está procurando uma bateria e existe uma revenda ali na esquina querendo vender a bateria. Como é que a gente conecta essas duas pessoas?”, continua Andréa. A solução encontrada foi o www.mourafacil.com.br.

A troca da bateria é feita de uma forma simples: ao entrar no site da Moura Fácil, o motorista diz onde está, qual é o modelo do carro e qual será a forma de pagamento do produto. Em até 50 minutos, o entregador chega ao seu local, faz a troca e instala. O pagamento é feito na hora, não precisa informar nenhum dado bancário para autorizar a entrega. Tudo isso pode ser feito na internet ou por telefone. Além de atender os consumidores finais, uma das premissas do Moura Fácil é valorizar os revendedores locais de baterias, fortalecendo a relação entre a marca e todos os elos tradicionais da cadeia de distribuição.

“O fato de a Moura estar por trás dessa iniciativa garante a segurança para o consumidor. Em apenas poucos meses de atuação, o serviço já é extremamente bem avaliado pelos usuários. Temos visto que esses consumidores se encantam tanto com o Moura Fácil que se tornam promotores desse novo produto”, conclui Andréa. Atualmente, o Moura Fácil atua nas regiões metropolitanas do Recife, João Pessoa, Fortaleza, Salvador, Goiânia, Brasília, Campinas, Jundiaí, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis e São Paulo. Em breve, o serviço estará disponível em todo país.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM