Jornal do Commercio
OTIMISMO

Shoppings fecharão o ano com crescimento de 10% nas vendas

Associação Pernambucana de Shopping Centers (Apesce), afirma que resultados positivos começaram a aparecer desde maio último

Publicado em 20/11/2017, às 15h01

Para a Black Friday o crescimento esperado é de 15% e para o Natal deste ano, 12% / Guga Matos/ JC Imagem
Para a Black Friday o crescimento esperado é de 15% e para o Natal deste ano, 12%
Guga Matos/ JC Imagem
Editoria de Economia

Com a retomada de confiança do consumidor e do empresário, além dos indicadores positivos de produção e consumo, as perspectivas da indústria de shopping centers são otimistas para este fim de ano. A Associação Pernambucana de Shopping Centers (Apesce) estima um crescimento de 10% nas vendas em relação ao ano passado. Em 2016 o crescimento foi de 3,5%.

A indústria de shopping center lidou de forma diferente com a crise econômica nos últimos dois anos, mantendo investimentos e crescimento. Em 2018 não será diferente. Estão previstas a inauguração de quatro novos empreendimentos em Pernambuco. Sem contar o Shopping Patteo, em Olinda, que será aberto em abril do próximo ano, o presidente da Apesce, Paulo Fernando Carneiro, estima que serão inauguradas 100 lojas em 2018, em média com 100 m2, que demandarão investimentos de cerca de R$ 30 milhões.



SHOPPINGS

Os sinais indicativos de que 2017 será um ano de retomada do setor começaram a aparecer em maio passado, com os bons resultados da campanha do Dia das Mães, e a consolidação no mês de julho. Fechando este período, o aumento nas vendas foi de 9%, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Para a Black Friday, que começa oficialmente na próxima sexta-feira (24), o crescimento esperado é de 15% e, para o Natal deste ano, 12%. Como consequência, o setor de shopping centers deve fechar o ano com crescimento no nível de empregos de 2,7%.

Além das promoções e diversificação na oferta de serviços, os shopping center estão investindo cada vez mais em ações que estimulam o cliente a permanecer mais tempo nos shoppings, como o oferecimento de mais opções de entretenimento. O presidente da Apesce, Paulo Fernando carneiro, explica que, juntamente com opções fixas como cinemas e restaurantes, houve um reforço de que o shopping center é um grande espaço de convivência. O posicionamento dos malls para atrair o consumidor rende premiações concedidas pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Este ano os shoppings RioMar, Recife, Paço Alfândega, e Difusora, além do Instituto JCPM de responsabilidade social, tiveram reconhecida suas práticas em várias categorias.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Devagar,20/11/2017

Calma lá! Houve um deslocamento dos consumidores PARA os "shoppings" em decorrência de alguns fatores. O comércio varejista como um todo não cresceu nestas taxas.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM