Jornal do Commercio
Perigo

Buraco em ponte do Cabo de Santo Agostinho causa vítima fatal

Mulher morreu cinco dias após sofrer acidente em Ponte dos Carvalhos

Publicado em 14/05/2013, às 06h00

Luiz Campelo

Morreu domingo (12/5), Dia das Mães, dona Maria Júlia, moradora da Rua Bela Vista, em Ponte dos Carvalhos (Cabo de Santo Agostinho). Na ultima terça-feira (7/5), o único filho dela, Samuel, perdeu o controle do carro por causa do buraco na cabeceira da ponte de Pontezinha vindo a colidir na traseira de um caminhão. A mãe dele bateu com a cabeça e foi socorrida, mas no Dia das Mães veio a falecer.

Esse mesmo buraco vem provocando acidentes há anos.

Pois bem, o buraco continua lá.

Perguntamos: Até quando? Será que temos que perder mais vidas? E as autoridades não tomam providências?

Moradores colocam pneus, galhos de mato para avisar aos motoristas. Deus os salvem.

Ontem foi dona Maria Júlia, amanhã quem será? Deus nos livre, mas pode ser um parente seu.

Pontezinha hoje tem um secretário. Peço sua atenção, Sr. Secretário. É hora de mobilizar e resolver esse pequeno problema que causa grandes tragédias como está na família de dona Maria Júlia.

Não espere, Sr. prefeito, pelo governo estadual, pois é nosso povo que está sofrendo e nós sabemos que um simples buraco custa pouco aos cofres da prefeitura.

O povo pede providências.

Deus conforte o coração de Samuel, que perdeu a mãe.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM