Jornal do Commercio
energia

Falta estrutura para atendimento

Com catástrofe recente, problema foi evidenciado

Publicado em 03/02/2016, às 14h54

Marcelo Santana

Como ex-funcionário da Celpe, posso afirmar que a empresa não dispõe de material humano suficiente e nem qualificado para atender demandas rotineiras de Pernambuco. Com a catástrofe que se abateu no Grande Recife, dia 29, o problema ficou mais evidente. Depois da privatização, houve diminuição acentuada do corpo técnico operacional, transferindo essas tarefas às empresas terceirizadas, que não dão o mesmo treinamento aos eletricistas. Além disso, não há órgãos reguladores que fiscalizem, com eficácia, a qualidade de atendimento da referida concessionária, nos restando apenas pagar as contas de energia, cada vez mais salgadas.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM