Jornal do Commercio
energia

Falta estrutura para atendimento

Com catástrofe recente, problema foi evidenciado

Publicado em 03/02/2016, às 14h54

Marcelo Santana

Como ex-funcionário da Celpe, posso afirmar que a empresa não dispõe de material humano suficiente e nem qualificado para atender demandas rotineiras de Pernambuco. Com a catástrofe que se abateu no Grande Recife, dia 29, o problema ficou mais evidente. Depois da privatização, houve diminuição acentuada do corpo técnico operacional, transferindo essas tarefas às empresas terceirizadas, que não dão o mesmo treinamento aos eletricistas. Além disso, não há órgãos reguladores que fiscalizem, com eficácia, a qualidade de atendimento da referida concessionária, nos restando apenas pagar as contas de energia, cada vez mais salgadas.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM