Jornal do Commercio
Notícia
LITORAL SUL

Praia de Maracaípe poderá passar por obra de contenção do mar; ONG denuncia impactos ambientais

O projeto está em análise na Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e Marinha

Publicado em 14/02/2020, às 15h14

A praia de Maracaípe fica localizada no município de Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco / Foto: Arnaldo Carvalho/ JC Imagem
A praia de Maracaípe fica localizada no município de Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco
Foto: Arnaldo Carvalho/ JC Imagem
Rute Arruda e Katarina Moraes

Atualizada às 18h44

A praia de Maracaípe, localizada no município de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, poderá passar por uma obra de contenção para controlar o avanço do mar. A obra está prevista em um projeto da prefeitura do município que está em análise na Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e na Marinha do Brasil. 

Em nota, a Prefeitura de Ipojuca, disse que o projeto foi idealizado “a partir de uma demanda da população de Maracaípe para conter o avanço do mar da praia”, e informou ainda que uma empresa foi contratada para elaborar o projeto e “identificar o tipo ideal de contenção que possua o menor impacto ambiental”. No entanto, de acordo com o gestor ambiental e integrante da ONG Salve Maracaípe, Sidney Marcelino, não houve consulta pública e nem audiência para discutir a obra. Segundo ele, “o processo traz graves impactos ambientais nas desovas de tartarugas marinhas, na prática do surf e na dinâmica hídrica do fluxo de maré, então quando você tenta recuar o mar, isso gera um impacto em outro lugar”. 

>> As imagens do óleo nas praias de Maracaípe e Cupe

>> Veja o que fazer em um dia em Porto de Galinhas

>> Veja os melhores passeios em Porto de Galinhas

>> Conheça os melhores restaurantes e bares de Porto de Galinhas

Marcelino ainda comentou que “as demandas do povo de Maracaípe são outras, essa não atende a nossa necessidade como população e não vai atrair turistas. É um empreendimento totalmente equivocado e que não tem sintonia com a demanda da população”. 

A CPRH informou que o projeto passou por uma pré-análise no final de 2019, mas o técnico responsável solicitou que uma equipe multidisciplinar, com profissionais de diferentes áreas de atuação, para que seja feita uma nova análise. 

Denúncia

Pelas redes sociais, a ONG Salve Maracaípe denunciou o projeto e compartilhou um vídeo feito pela empresa contratada pela Prefeitura de Ipojuca para elaborar o projeto de urbanização da orla. Segundo a prefeitura, o vídeo, no entanto, foi manipulado. “A gestão municipal lamenta a manipulação de vídeos institucionais com o objetivo de igualmente manipular e confundir a população divulgando notícias falsas e utilizando a temática do Meio Ambiente para fins eleitoreiros”, diz um trecho da nota. No entanto, segundo a ONG, a empresa contratada pela prefeitura elaborou dois vídeos institucionais, um deles mostra a maré baixa e o outro, divulgado pela Salve Maracaípe, mostra a maré alta. 



Ver essa foto no Instagram

GRAVE!! . Prefeitura de Ipojuca @prefeituradoipojuca @prefeitaceliasales confirma ao jornal Folha de Pernambuco (@folhape) que tem um projeto em andamento para destruir a Praia de Maracaípe!! Esse vídeo, inclusive, foi enviado pela própria Prefeitura para o jornal!! E sabe quem vai pagar essa destruição?? Todos nós!! Serão gastos R$ 3,5 milhões de reais dos cofres públicos para destruir a Praia de Maracaípe!! Essa obra vai desconfigurar totalmente a praia, acabar com surf, espantar os turistas, impactar negativamente nas desovas de tartarugas, entre tantos outros malefícios!! Quem está ganhando com isso?? @cprh.pe @ouvidoriamppe @oficialsemaspe não permitam isso!! Trade Turístico @portodegalinhas @porto2039_ ajudem a barrar esse absurdo, vocês vão perder os turistas de vocês! Fizemos um abaixo-assinado, o link está em nossa bio, divulguem, compartilhem!! . . from @folhape - URBANIZAÇÃO MARACAÍPE O projeto municipal de urbanização da orla de Maracaípe, em Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco, a 66 quilômetros do Recife e um dos principais cartões-postais do Estado, se tornou alvo de uma polêmica. Estão previstas a construção de uma avenida beira-mar, de um muro de contenção para a maré e de um calçadão, além da instalação de postes de iluminação pública. Projetos similares já foram executados em outras praias do Estado, como a de Boa Viagem, no Recife, e as de Olinda e Paulista. A praia de Maracaípe é conhecida por ser um ponto de prática de surfe e possuir piscinas naturais, mangues, trilhas e desova de tartarugas. A Prefeitura de Ipojuca confirmou à Folha de Pernambuco a existência do projeto. Saiba mais no Portal #FolhaPE (link nos stories). ? #praias #urbanização #maracaípe ? Vídeo: Divulgação/Prefeitura de Ipojuca

Uma publicação compartilhada por Salve Maracaípe (@salvemaracaipe) em

Projeto ainda não está finalizado

A prefeitura do município informou ainda que o projeto não está finalizado e não há nenhuma previsão de início da licitação para contratação de empresa que o executará. Além disso, não há contratação para serviços de drenagem, pavimentação e iluminação da orla. 

Para a obra de contenção do mar, o valor do investimento é de R$ 3,5 milhões, provenientes dos cofres federais e municipais. Inicialmente, o projeto da empresa previa a urbanização da orla, mas, segundo a prefeitura, o que está em análise é apenas a obra de contenção do mar. 

Também foi criado um abaixo-assinado para que o projeto não avance. A mobilização já conta com mais de sete mil assinaturas. 

MPPE irá acompanhar o caso

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informou que a Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente tomou conhecimento do projeto e instaurou um procedimento para acompanhar o caso. 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM