Jornal do Commercio
EDUCAÇÃO

Ideb: Pernambuco cresce, mas perde 1ª colocação no ensino médio

Pernambuco ficou acima da média nacional de 3,5 e atingiu sua meta, mas perdeu posição para o Espírito Santo e Goiás

Publicado em 03/09/2018, às 11h00

Nas regiões Norte e Nordeste, quase metade dos municípios registraram desempenho inferior à 3,1 / Foto: Guga Matos/JC Imagem
Nas regiões Norte e Nordeste, quase metade dos municípios registraram desempenho inferior à 3,1
Foto: Guga Matos/JC Imagem
JC Online

Divulgados na manhã desta segunda-feira (3), os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017 apontam um crescimento desempenho de Pernambuco referente ao ensino médio nas escolas estaduais. Apesar do resultado positivo, de nota 4, com crescimento de 0,1 em relação a 2015, o Estado perdeu o primeiro lugar da tabela e caiu para terceiro, atrás de Goiás (4,3) e Espírito Santo (4,1), respectivamente.

Depois de três edições consecutivas sem alteração, o Ideb do ensino médio avançou 0,1 ponto esse ano, e a média nacional ficou em 3,5. A rede estadual registrou desempenho no Ideb 2017 inferior a 3,0 em três estados: Pará, Rio Grande do Norte e Bahia. No outro extremo, aparecem os estados três primeiros colocados com Ideb igual ou superior a 4,0. No último ano, apenas dois alcançaram a meta estabelecida, sendo eles Pernambuco e Goiás - este último tendo ultrapassado sua meta.



Norte e Nordeste apresentaram os piores índices

Nas regiões Norte e Nordeste, quase metade dos municípios analisados registraram desempenho inferior à 3,1, em contraste com o desempenho do Sudeste, onde apenas 7,7% apresentou esse índice. Apesar da média baixa na região, Pernambuco e Ceará se destacam sendo os únicos estados do Nordeste com menos de 2% de municípios com nota abaixo de 3,1. Todas as demais unidades federativas da região tiveram percentual acima de 44%, sendo o mais alto deles registrado na Bahia (81,3%).

Escolas municipais do Recife têm bom desempenho

Os dados Ideb de 2017 mostram também que o desempenho das escolas municipais do Recife, em relação ao Ensino Fundamental II, apresentaram um crescimento de 12,5% no marcador, indo de 4, em 2015, para 4,5 em 2017, ultrapassando a projeção inicial para o ano, que era de 4,1.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM