Jornal do Commercio
Patrocinada JC 360

Educação aliada à cultura maker

Aos 35 anos, Apoio vira parceiro do Fab Lab

Publicado em 31/08/2019, às 08h39

Prática contínua do ‘mão na massa’ fortalece metodologia PBL. / Luisi Marques/JC360
Prática contínua do ‘mão na massa’ fortalece metodologia PBL.
Luisi Marques/JC360
JC Online

Uma aprendizagem criativa com experimentação mão na massa. A cultura maker está cada vez mais inserida nos contextos educativos, fazendo do estudante o protagonista do seu desenvolvimento.

O Colégio Apoio, que há 35 anos trabalha a educação como instrumento de transformação da sociedade, segue inovando nas oportunidades de aprendizagem. Em 2019, passou a oferecer aos seus estudantes a Maker School, em parceria com o Fab Lab Recife.

“A escola é um fórum legítimo de formação do aluno nas suas competências cognitivas e socioemocionais. Com a mão na massa, ele vai construir, planejar e pensar empreendedoristicamente no futuro, o que é uma filosofia do Apoio”, explica a diretora pedagógica Terezinha Cysneiros. “Com a educação maker, promovemos o que sempre buscamos: o estudante ser o protagonista no pensar e no fazer”, completa.

A parceria reforça a experimentação mão na massa que o Apoio já oferece aos estudantes desde os anos 1990, com a metodologia PBL (Problem Based Learning), e as aulas de robótica, que já proporcionaram conquistas do colégio em diversos campeonatos, inclusive mundiais.

“O PBL sempre esteve presente na nossa escola e agora agregamos o know-how do Fab Lab Recife, para além das paredes da sala de aula, possibilitando a problematização do entorno e resolvendo problemas de forma concreta, como a gente já faz com a Robótica LEGO”, explica Vancleide Jordão, professora de Tecnologia do Apoio.



Atualmente, os estudantes estão desenvolvendo o projeto Casa do Futuro. Com o suporte do Fab Lab, eles agregam conhecimentos em robótica para aprenderem a construir uma casa. “Estou achando muito legal a gente interagir com essa parte de montagem. Usamos impressora 3D e cortadora a laser para fazer os cortes, madeira, cola, tudo para montar a casa. É uma experiência importante que eu não teria em outro lugar”, comenta Gabriel Correia, do 8º ano. As aulas de criatividade, emprendedorismo e resolução de problemas por meio da experimentação maker estão no currículo a partir do 5º ano; as de robótica, a partir do 6º ano - do 2º ao 5º ano, robótica é uma atividade opcional de aprendizado.

Outro ponto de destaque no Apoio é o ensino de Metodologia Científica, a partir do 8º ano. É um estímulo para familiarizar os alunos com os métodos de pesquisa e as condições necessárias para serem produtores de conhecimento científico reconhecido.

“Quando os alunos são autores, isso vai ter um efeito para o resto da vida como modificadores do ambiente para melhor. As aulas de metodologia começam com a escolha do tema, que eles aprofundam com pesquisas de campo e bibliográficas, utilizando o método científico. Eles problematizam, levantam hipóteses e respondem perguntas com acompanhamento dos professores e profissionais de fora da escola que podem agregar conteúdo, possibilitando ampliação do conhecimento e novas aprendizagens”, relata Vancleide.

Marina Albuquerque, estudante do 9º ano, sabe bem como a Metodologia Científica está presente na escola. Aluna desde a Educação Infantil, ela está encerrando o Ensino Fundamental com maiores perspectivas para o Ensino Médio. “Sempre estudei no Apoio, aqui é a minha única escola. Gosto muito das propostas que os professores trazem e as aulas de metodologia ajudam a nossa capacidade de problematizar e discutir coisas do nosso interesse. Tudo que a gente trabalha aqui conseguimos utilizar na nossa vida”, exemplifica.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 



Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM