Jornal do Commercio
urbanismo

Elevador panorâmico de Olinda é inaugurado ao som de frevo

Passarela saindo do elevador dá acesso à cobertura do prédio, que vai servir como mirante

Publicado em 24/10/2011, às 20h16

Do JC Online

Atualizado às 22h15

Em clima de Carnaval, com direito a orquestra de frevo e bonecos gigantes, foi lançado no final da tarde desta segunda-feira (24), o elevador panorâmico do Alto da Sé, em Olinda, no Grande Recife. O equipamento, instalado no prédio da caixa d’água da Cidade Alta da acesso a um mirante, com vista 360 graus de Olinda.

Inicialmente, a visita é gratuita, mas a ideia é que no futuro seja cobrada uma taxa para a manutenção do elevador. Participaram da inauguração o governador Eduardo Campos, o prefeito Renildo Calheiros, além de deputados e secretários. Essa era a última obra que faltava ser inaugurada do projeto de requalificação do Alto da Sé.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 

Primeira construção em estilo moderno com cobogós no Brasil, a estrutura da caixa d’água foi reformada para permitir a instalação do elevador. A construção, com 20 metros de altura, teve o terraço recuperado e a parte interna requalificada para receber ações de apoio à atividade turística. Uma passarela saindo do elevador dá acesso à cobertura do prédio, que vai servir, a partir desta segunda (24), como mirante. A caixa d’água continuará abastecendo a área.

Três anos depois do início das obras na Sé, toda a fiação elétrica da área foi embutida e os 22 postes de concreto retirados e substituídos por outros 49 decorativos no nível do solo e 15 sobre a balaustrada em volta da praça. A mudança privilegia a aparência do ambiente, diminuindo a poluição visual. Outras 15 luminárias do tipo lampião, sem postes, estão localizadas na Rua Bispo Coutinho de Baixo.

As calçadas do Alto da Sé ganharam novo piso e, de acordo com a Prefeitura de Olinda, o revestimento beneficia os pedestres. Os visitantes com dificuldade de locomoção também passarão a ter acesso a uma passarela de travessia elevada, piso tátil, piso alerta, piso direcional e rampas que devem viabilizar o acesso.



O Alto da Sé ganhou, também, novo mercado de artesanato, que funciona na Rua Bispo Coutinho de Baixo. Antes das mudanças, os lojistas ocupavam uma área ao lado da caixa d’água, o que impossibilitava a vista do Horto d’El Rei, o segundo jardim botânico mais antigo do Brasil. As obras foram financiadas com recursos federais, através do Programa de Desenvolvimento do Turismo II (Prodetur II), com contrapartida de 15% da Prefeitura de Olinda. Todo o processo de repaginação do cartão-postal custou R$ 5 milhões.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM