Jornal do Commercio
VIGILÂNCIA AMBIENTAL

Após denúncias de maus-tratos, diretor do CVA fará pronunciamento

Amaro Fábio responderá pelos crimes contra a administração ambiental e contra o meio ambiente

Publicado em 14/01/2012, às 07h10

Vistoria constatou que muitos animais doentes estavam no mesmo espaço dos que estão sadios e assim estão expostos a um grau alto de contaminação / Foto: Apevisa / Divulgação
Vistoria constatou que muitos animais doentes estavam no mesmo espaço dos que estão sadios e assim estão expostos a um grau alto de contaminação
Foto: Apevisa / Divulgação
Do JC Online

A Prefeitura do Recife (PCR) enviou nota à imprensa na última sexta-feira (13) com um convite para visitação ao Centro de Vigilância ambiental (CVA) do Recife, que será realizada na próxima segunda (16). A visita ocorre três dias após o diretor do Centro de Vigilância Ambiental (CVA) do Recife, localizado em Peixinhos, na área que ainda pertence ao município, na Zona Norte, ser autuado em flagrante por crimes contra a administração ambiental e contra o meio ambiente, na sexta (13).

Na ocasião, Amaro Fábio irá se pronunciar sobre as acusações feitas pela Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma), que realizou uma operação surpresa para vistoriar o Centro, alvo de várias denúncias contra maus-tratos aos animais. As denúncias afirmam que o gestor não está permitindo que os animais que chegam no Centro recebam atendimento veterinário.

Durante toda a vistoria, o acesso da imprensa ao Centro não foi liberado, apesar de ter sido autorizado pela polícia. Somente após a a fiscalização, a delegada Nely queiroz, responsável pelo comando da operação - batizada de Sexta-feira 13 -, pôde apresentar as queixas. Segundo a titular, desde novembro do ano passado o CVA estava sendo alvo de várias queixas, quando donos de animais reclamavam que não havia tratamento adequado aos bichos no local.



Uma das denúncias partiu de uma mulher não identificada que teve vários cachorros apreendidos e levados ao Centro - que também dispõe de atendimento veterinário gratuito de segunda à sexta-feira -, e sete deles, segundo a acusação, morreram por falta de cuidados necessários.

A PCR julgou improcedente todas as acusações e informou, por meio de nota, que o gestor exerce "um trabalho de excelência" no CVA. Ele continuará a ocupar o cargo. Após prestar esclarecimentos e pagar um fiança, Amaro foi liberado. Ele responderá em liberdade pelos crimes.

CONSCIENTIZAÇÃO - Durante a coletiva da sexta (13), a delegada da Depoma, Nely Queiroz, também alertou que é importante o criador de qualquer animal ter consciência de que eles também necessitam de cuidados. Pois muitos animais que estão soltos nas ruas foram abandonados pelos antigos donos, e estão sujeitos, além da contaminação, à transmitir doenças também para os homens (são as infecções chamadas de zoonoses).


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM