Jornal do Commercio
sistema penitenciários

Revista íntima em nove presídios do Estado chega ao fim

Unidades prisionais serão notificadas da decisão judicial

Publicado em 04/05/2014, às 21h25

 / Foto: Bernardo Soares/Acervo JC Imagem
Foto: Bernardo Soares/Acervo JC Imagem
Da editoria de Cidades

Unidades prisionais do Grande Recife serão notificadas, a partir desta segunda-feira, da decisão judicial que proíbe as revistas íntimas a parentes e visitantes dos detentos. A medida, assinada pelo juiz Luiz Rocha, titular da 1ª Vara Regional de Execução Penal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), se aplica a nove presídios, dos dez existentes na região.

“O Patronato Penitenciário funciona no sistema semiaberto e não recolhe os reeducandos, por isso não há visita”, explica o juiz Luiz Rocha. Serão notificados o Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), o Complexo Penitenciário do Curado, o Presídio de Igarassu, as duas Colônias Penais Femininas e o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP).





NOTIFICAÇÃO - De acordo com ele, os diretores dos presídios e os agentes penitenciários deverão suspender as revistas assim que receberem os comunicados. Os documentos começam a ser expedidos hoje. Podem chegar às unidades ainda hoje ou não, esclarece.

“Não se trata de uma decisão de ocasião, é o resultado de um diálogo. Há uma compreensão do governo do Estado de que as revistas podem ser suspensas e substituídas por medidas alternativas”, afirma o juiz Luiz Rocha, que assina a Portaria 003/2014, de 28 de abril último.
O uso de meios eletrônicos, como scanner e raio X, é apontado como alternativa ao método hoje utilizado nas revistas: fazer a visita tirar a roupa e se agachar. “A investigação tátil, com as mãos, aquela que a polícia usa nas ruas, é permitida”, informa o juiz.

Essa, diz o magistrado, é a forma correta de localizar objetos escondidos debaixo de roupas. “Se o agente detecta algum volume, deve pedir para a pessoa mostrar o objeto voluntariamente. Caso a visita se recuse, ele pode levá-la a um ambiente seguro e fazer a revista apropriada.”

A revista, como é feita, “é vexatória, agressiva e um desrespeito à dignidade humana”, avalia o juiz. Além disso, acrescenta, pesquisa realizada pela Rede Justiça Criminal, com dados da Secretaria de Administração Penitenciária, de São Paulo, mostra que esse tipo de ação não coíbe a entrada de drogas, celulares e chips nos presídios.

No entendimento do juiz, a pesquisa fortalece a decisão da Justiça pernambucana. “O Estado de São Paulo tem uma população carcerária gigantesca. São 200 mil presos e um déficit de quase 90 mil vagas. O resultado da pesquisa é um norte a se observar”, reforça.

A pesquisa constatou que, das quase 3,5 milhões de pessoas submetidas a revistas íntimas nos presídios de São Paulo, em 2012, só 0,02% foi flagrada com alguma quantidade de droga ou aparelhos eletrônicos, destaca o juiz na portaria. “Nossa decisão é um passo importante para uma política efetiva de respeito aos direitos humanos”, declara.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM