Jornal do Commercio
História

Aniversário da Revolução Pernambucana de 1817 é celebrado no Recife

O movimento revolucionário deflagrado no dia 6 de março, Data Magna do Estado, completa 198 anos

Publicado em 06/03/2015, às 09h01

Busto de frei Caneca, um dos heróis da revolução, no local onde o religioso foi morto com tiros de arcabuz / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Busto de frei Caneca, um dos heróis da revolução, no local onde o religioso foi morto com tiros de arcabuz
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Da Editoria Cidades

Pernambuco celebra hoje, dia 6 de março, o 198º aniversário da Revolução de 1817 com o lançamento de livros sobre o último movimento revolucionário desencadeado antes da Independência do Brasil. A data também será marcada pela criação de um comitê para preparar as comemorações do bicentenário, em 2017, em solenidade no Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas), a partir das 19h.

O Comitê Pernambuco 2017 é formado por representantes do museu, do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, da Fundação Joaquim Nabuco, da Academia Pernambucana de Letras, da Associação Centro Vivo e do Centro de Trabalho e Cultura. “Fizemos três reuniões e agora vamos apresentar o grupo ao público”, declara a diretora do museu, Betânia Araújo.



Outras instituições públicas e entidades da sociedade civil deverão se engajar aos trabalhos. “Queremos revisitar 1817 à luz dos dias atuais, com ações de educação e publicações de obras”, adianta. Nesta sexta-feira, no museu, localizado no bairro de São José, Centro do Recife, serão lançados os romances Seminário, da pesquisadora Maria Cristina Cavalcanti de Albuquerque, e A Noiva da Revolução (4ª edição), do historiador Paulo Santos.

A Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) comemora o dia 6 de março, Data Magna do Estado, disponibilizando, gratuitamente, o e-book Frei Caneca – Herói e mártir de duas revoluções. O livro faz um resgate dos principais fatos da vida do religioso e pode ser acessado pelo endereço editora.cepe.com.br/ebook.

Morto há 190 anos, frei Caneca participou da Revolução Pernambucana de 1817 e da Confederação do Equador, de 1824.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM