Jornal do Commercio
CAMPANHA

Arquidiocese começa a arrecadar doações para reparo do Seminário de Olinda

Fiéis já podem doar através da Lei Rouanet.

Publicado em 12/01/2016, às 12h09

Custos totais da reforma devem sair em torno de R$ 18 milhões / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Custos totais da reforma devem sair em torno de R$ 18 milhões
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Da Editoria de Cidades

 

A campanha para restauração do Seminário de Olinda e da Igreja Nossa Senhora da Graça, no Sítio Histórico da cidade, foi apresentada oficialmente na manhã desta terça. Um dos maiores patrimônios arquitetônicos do Brasil e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a igreja, construída em 1551, está interditada desde maio de 2015 e necessita de uma reestruturação quase completa para voltar a funcionar. Os custos totais da reforma devem sair em torno de R$ 18 milhões.


De acordo com Telma Liege, coordenadora do projeto de restauração, os preparativos para a obra começaram há pelo menos três anos. O orçamento inicial necessário é de R$ 3.7 milhões para reparar o telhado e a infraestrutura do conjunto arquitetônico. Toda a restauração vai acontecer pela Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), através de doações tanto de empresas como de pessoas físicas.




O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, ressaltou a importância da realização de doações para as obras poderem acontecer. “Precisamos que a sociedade entenda a importância histórica desse monumento que é o Seminário de Olinda. Desejamos voltar a funcionar e continuar servido a sociedade, contribuindo culturalmente com Pernambuco”. Para incentivar as doações, a arquidiocese desenvolveu ações como a criação do canal Dom da Palavra, pelo Whatsapp, no qual fiéis podem se inscrever enviando a palavra “fé” para o número (81) 9.8888-8888 e receber diariamente uma mensagem assinada por Dom Fernando, além de informações sobre como doar para a campanha.




Outro projeto através do qual a população pode ajudar é o “Azulejos pela Oração, Doação e Ação”. Com ele, os fiéis podem comprar um par de azulejos assinados pelo artista plástico pernambucano Ferreira. As peças podem ser personalizadas com o nome da família do doador ou de pessoas específicas, dependendo da quantidade de azulejos comprados. Por fim, um dos azulejos é entregue ao doador e o outro será utilizado na reforma da Igreja Nossa Senhora da Graça, onde será mantido por gerações.

Segundo a arquidiocese, não há previsão para o início ou conclusão das obras enquanto a campanha de arrecadação, que deve durar um ano, não terminar. Os interessados em contribuir para a reestruturação do patrimônio podem saber como doar pelo hotsite http://www.reconstrucaodoseminario.org/, onde estão disponíveis mais informações sobre a história do Seminário e sobre o projeto de restauração.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM