Jornal do Commercio
INVESTIGAÇÃO

DHPP investiga morte de motociclista atingido por linha de cerol

De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, se identificada, a pessoa que empinava a pipa poderá ser indiciada por homicídio culposo

Publicado em 26/02/2016, às 12h26

Familiares de Ubirajara não informaram se a motocicleta conduzida pelo homem possuía o corta-pipa / Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Familiares de Ubirajara não informaram se a motocicleta conduzida pelo homem possuía o corta-pipa
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Da editoria de Cidades
Lucas Moraes

A morte de um homem, que trafegava em uma moto, na Avenida Abdias de Carvalho, na Zona Oeste do Recife, após ser atingido por uma linha de pipa com cerol nessa quarta-feira (24) será investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, se identificada, a pessoa que empinava a pipa que atingiu o motociclista poderá ser indiciada por homicídio culposo, que é quando não há a intenção de matar.

Durante toda a manhã desta sexta-feira (26), familiares de Ubirajara Bandeira de Luna, de 46 anos, estiveram no Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife, no bairro de Santo Amaro, área central da cidade. Por conta da falta de alguns documentos, uma filha, a irmã e amigos de Ubirajara aguardam pela liberação do corpo do homem, que ainda deve demorar mais um pouco por conta das diligências policiais. De acordo com Sérgio Luiz, amigo da vítima, a família buscará por justiça.



Após a morte do motociclista ser notificada no posto policial do hospital da Restauração, na área central do Recife, local onde ubirajará ficou internado e foi submetido à cirurgia, as investigações passaram a ser conduzidas pelo DHPP. De acordo com o delegado João Paulo Andrade, uma equipe de plantão da unidade policial irá até o local da morte para dar início às investigações. "Após a abertura do inquérito, as pessoas culpadas, quando identificadas, poderão responder à homicídio culposo ou por eventual dolo na ação", afirma o delegado.

Familiares de Ubirajara não informaram se a motocicleta conduzida pelo homem possuía a antena conhecida como corta-pipa, equipamento de proteção já usado por alguns motociclistas e previsto pela resolução 378 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para quem usa o veículo para trabalhar.

A vítima morava e trabalhava na oficina da família, no bairro dos Torrões. Ubirajara seguia pela via, nas proximidades da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro, no sentido cidade/subúrbio, quando aconteceu o acidente.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM