Jornal do Commercio
Violência

Adolescente morto por sargento é enterrado nesta quarta

Amigo de 13 anos, também baleado, está internado no HR e tem quadro estável

Publicado em 27/07/2016, às 07h06

Mãe de Mário estava desolada no velório e pedia para filho voltar / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Mãe de Mário estava desolada no velório e pedia para filho voltar
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Cidades

Nesta quarta-feira (27), o adolescente Mário Andrade de Lima, 14 anos, iria dar um passo importante na vida: começaria a trabalhar como jovem aprendiz. Em vez disso, o garoto será enterrado, às 11h, no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife. Ele foi morto a tiros, na noite de segunda, por um sargento da Polícia Militar reformado, cujo nome não foi divulgado, após sua bicicleta colidir com a motocicleta do militar. Um amigo de 13 anos levou quatro tiros e está internado no Hospital da Restauração (HR), consciente e com quadro de saúde estável.

O sargento teve um ferimento na perna e chegou a ser atendido no Hospital da PM, onde teria apresentado a versão de tentativa de assalto. Depois, sumiu. O delegado João Brito, que registrou o caso, contesta a versão, considerando a quantidade de disparos e a impossibilidade de reação dos menores. “A linha inicial de investigação é de homicídio qualificado e tentativa de homicídio”, afirma. Ele não conseguiu localizar o militar e o caso passou para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Parentes de Mário contam que ele e o amigo saíram para passear de bicicleta perto de casa, na Avenida Dois Rios, no Ibura, quando tudo aconteceu. “O amigo que sobreviveu diz que o PM dirigia uma motocicleta em ziguezague e bateu na bicicleta, ferindo a perna. Então ele desceu e deu logo uma coronhada em Mário, depois mandou ele se deitar e disse que ele mesmo ia fazer a ocorrência”, relata a auxiliar de serviços gerais Joycicléa Andrade, 31. “O amigo saiu correndo e ele deu quatro tiros, acertando na coxa, joelho e nádegas e de raspão no braço. Ele se fez de morto e ouviu os dois tiros que mataram Mário”.



Os dois foram socorridos e Mário não resistiu. Seu avô, o estoquista Jorge José de Lima, 57, diz não acreditar no que houve. “Isso é uma vergonha para o nosso País. Queria conhecer a família desse PM e perguntar se tivesse sido com um deles”, desabafa. “Mário não era marginal. Era estudante e trabalhador. Quando isso vai parar? A gente tem que dar um basta nesses policiais despreparados. O que o governador vai fazer?”, indaga o comerciante Narciso Pereira, 48, tio do jovem.

A mãe de Mário, a diarista Joelma Andrade de Lima, 34, estava aos prantos. Acariciando o rosto do filho, pedia para ele voltar, dizia que a vida dela acabou e perguntava por que tinham feito aquilo com um menino tão bom. Em nota, a assessoria da PM se solidarizou com os familiares dos jovens e disse que policiais estiveram no local do episódio, mas não localizaram "o autor dos disparos". E informou que o caso deverá ser esclarecido pela Polícia Civil.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM