Jornal do Commercio
Educação

Duas escolas municipais do Recife batem a meta do Ideb para 2021

As Escolas Fernando Santa Cruz e Lagoa Encantada conquistaram notas 6 e 6,1, respectivamente, no Ideb 2015

Publicado em 10/09/2016, às 08h08

Alunos da Escola Fernando Santa Cruz, no bairro de Jordão Baixo, em atividade na mesa de jogos interativos / Foto: André Nery/JC Imagem
Alunos da Escola Fernando Santa Cruz, no bairro de Jordão Baixo, em atividade na mesa de jogos interativos
Foto: André Nery/JC Imagem
Da Editoria Cidades

Duas escolas municipais do Recife bateram, em 2015, a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) estabelecida para o Brasil em 2021, nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano), que é de 6, numa escala que vai de zero a dez. A Escola Fernando Santa Cruz, em Jordão Baixo, na Zona Sul da cidade, alcançou 6 no Ideb 2015 e a Escola Lagoa Encantada, no Ibura, bairro da mesma região, conquistou 6,1.

“Ficamos felizes com o resultado e sabemos que há muito o que melhorar, mas o nosso caminho está certo”, afirma o secretário de Educação do Recife, Jorge Vieira, ao comentar o desempenho das escolas de anos iniciais do ensino fundamental na última avaliação do Ideb, divulgada quinta-feira (8). Com média geral de 4,6, os colégios atingiram a meta estipulada para Pernambuco, em 2015, pelo Ministério da Educação. A rede municipal tem 309 unidades de ensino, entre escolas, creches e creches-escolas.

O desafio, a partir de agora, é replicar os bons exemplos para ajudar a elevar a nota nas demais unidades de ensino, diz o secretário. “Todas as escolas utilizam os mesmos programas e têm os mesmos recursos”, observa Jorge Vieira. “O resultado do Ideb 2015 mostra que a escolha de ações inovadoras foi acertada”, acrescenta. Como exemplo, cita o programa de robótica nas escolas.

“Quem diria um dia que alunos carentes da rede municipal seriam campeões brasileiros de robótica e chegariam à oitava colocação no mundo?”, observa o secretário. Ele também aponta o currículo unificado e o monitoramento pedagógico como pontos positivos.

ESCOLAS

Na avaliação de Ivaneide Ferreira de Paula, diretora da Escola Fernando Santa Cruz, a nota 6 no Ideb 2015 é fruto do compromisso de toda a equipe escolar. “A receita é trabalhar com amor e dedicação”, ensina. Os 133 alunos do colégio, diz ela, são estimulados a ler, as salas de aula oferecem equipamentos necessários para o aprendizado e o ensino se completa com mesas jogos interativos.



“Ao contrário do que muita gente pensa, nas escolas públicas há professores comprometidos na capacitação dos alunos. A gestão democrática faz a diferença”, ressalta Marleide Gondim, vice-diretora da escola.

Mães de alunos da Escola Fernando Santa Cruz comemoraram a notícia. “O ensino é bom e todos tratam bem as crianças, do vigia à merendeira, meu filho está alfabetizado e daqui só sai quando concluir o 5º ano”, diz Laura Cristina Soares da Silva, mãe de Lucas Rafael Silva, 8 anos.

Para Sileide Gonçalves, diretora da Escola Lagoa Encantada, a nota do colégio passou de 3,6 (2013) para 6,1 graças ao esforço coletivo da comunidade escolar. “Conversarmos com os alunos sobre a importância dessa avaliação, estimulamos o gosto pela leitura e contamos com o empenho e o compromisso dos professores”, afirma. Ela e a vice-diretora, Liduína Vieira informam que não há registro de evasão de alunos nos últimos anos. “Quando a criança chega a cinco faltas, procuramos a família”, diz Sileide.

IDEB

Espécie de nota para as escolas, o Ideb é um mecanismo de avaliação da qualidade do ensino com base nas taxas de aprovação, reprovação e evasão, além do desempenho em prova de português e matemática.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM