Jornal do Commercio
SOLIDARIEDADE

Adeppe lança campanha de apoio a haitianos atingidos por furacão

A campanha "É tempo de ser solidário - o Haiti precisa dos pernambucanos" tem como objetivo arrecadar doações em dinheiro através de uma plataforma online criada pela ONG Visão Mundial.

Publicado em 13/10/2016, às 16h32

O Haiti é o país com maior número de mortes por catástrofes naturais, segundo a ONU. / Foto: Agência Brasil
O Haiti é o país com maior número de mortes por catástrofes naturais, segundo a ONU.
Foto: Agência Brasil
Editoria de Cidades

A Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), em parceria com a ONG Visão Mundial e a empresa Tempus Comunicação, lançou nesta quinta-feira (13) a campanha "É tempo de ser solidário - O Haiti precisa dos pernambucanos". A ideia é sensibilizar a população e reunir doações para ajudar o país, devastado pelo furacão Matthew no início do mês. Pelo menos 473 pessoas morreram e 175.000 foram afetadas pelo fenômeno. Segundo dados da ONG, 1,4 milhão de haitianos precisam de ajuda humanitária.  

As doações podem ser feitas em dinheiro através do endereço doe.vc/haiti, plataforma online criada pela Visão Mundial, que atua há 38 anos no país. O valor mínimo é de R$ 50. Segundo o diretor de comunicação e marketing da ONG, Carlos Diego, 50 mil famílias foram afetadas pelo furacão. O objetivo é arrecadar  R$ 14 milhões, que beneficiarão metade delas. "Não há um limite de recursos, a necessidade é muito grande." O dinheiro será investido em mantimentos, construção de abrigos e de "espaços amigáveis", que atendem crianças que perderam familiares durante o fenômeno.  



CATÁSTROFE 

Haiti é o país com maior número de mortes por catástrofes naturais, diz ONU Com 229.699 mortes ao longo dos últimos 20 anos, o Haiti é o país com o maior número de vítimas fatais por catástrofes naturais, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado hoje (13). O desastre mais mortal dos últimos 20 anos foi o terremoto de janeiro de 2010, que matou mais de 220 mil pessoas. O Haiti passou ainda por três anos de seca relacionada ao El Niño antes de ser atingido, no último dia 4 de outubro, pelo furacão Matthew. 

Segundo o relatório do Escritório da ONU para a Redução do Risco de Desastres, nenhum país de alta renda aparece nas primeiras posições, o que demostra que o número de mortes em catástrofes naturais é diretamente relacionado aos níveis de renda e desenvolvimento. O documento Pobreza e morte: mortalidade em desastres 1996-2015 marca o Dia Internacional para a Redução do Risco de Desastres, lembrado nesta quinta-feira em campanha para reduzir a mortalidade global das catástrofes, especialmente em comunidades pobres.  

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM