Jornal do Commercio
PROMOTOR DE ITAÍBA

Quarto acusado pela execução do promotor Thiago Faria vai a júri popular

José Maria Domingos Cavalcanti teve o processo desmembrado dos demais acusados por no primeiro julgamento estar sem advogado

Publicado em 12/12/2016, às 13h02

A família de Thiago esteve presente no primeiro julgamento / Foto: Guga Matos/ JC Imagem
A família de Thiago esteve presente no primeiro julgamento
Foto: Guga Matos/ JC Imagem
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

O julgamento do 4º acusado pela execução do promotor Thiago Faria Soares, morto a tiros em uma emboscada na PE-300, no município de Itaíba, Agreste do Estado, começou nesta segunda-feira (12) e deve durar por pelo menos mais três dias. O caso está sendo analisado por um júri popular na sede da Justiça Federal, no bairro do Jiquiá, Zona Oeste do Recife.

José Maria Domingos Cavalcanti teve o processo desmembrado dos demais acusados por no primeiro julgamento estar sem advogado. Em outubro deste ano, quando mais duas pessoas foram condenadas no caso, o advvogado de José Maria não esteve presente na sede da Justiça Federal e foi multado em 30 salários mínimos.

Condenados

O fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, apontado como mandnte do crime, foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão. José Marisvaldo Vitor da Silva, que indicou a localização da vítima após o crime, recebeu como pena 40 anos e oito meses de prisão. Outro réu, Antônio Cavalcanti Filho está foragido e por isso ainda não foi julgado.



Durante a execução do promotor, dentro de um carro, estavam a noiva dele, a advogada Mysheva Martins, e o tio dela, Adautivo Elias Martins. 

A polícia concluiu que a motivação para o crime foi a disputa  pela Fazenda Nova, em Itaíba. Confira mais detalhes na matéria da Rádio Jornal.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM