Jornal do Commercio
SERVIÇO

Compaz do Cordeiro recebe câmara de conciliação

Parceria entre prefeitura municipal e TJPE é firmada nesta quarta-feira

Publicado em 12/07/2017, às 08h24

Desde a inauguração do equipamento, em abril, o Compaz conta com um Núcleo de Prevenção e Mediação de Conflitos / Foto: Sérgio Bernardo / JC Imagem
Desde a inauguração do equipamento, em abril, o Compaz conta com um Núcleo de Prevenção e Mediação de Conflitos
Foto: Sérgio Bernardo / JC Imagem
Editoria de Cidades

A Prefeitura do Recife firma, nesta quarta-feira (12), uma parceria com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) para instalar uma Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem no Compaz Ariano Suassuna, localizado no bairro do Cordeiro, Zona Oeste da cidade. Desde a inauguração do equipamento, em abril, o Compaz conta com um Núcleo de Prevenção e Mediação de Conflitos que tem o objetivo de resolver impasses de forma extrajudicial e pacífica, com o auxílio de psicólogos e assistentes sociais da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife. Com o termo de cooperação que transforma o Núcleo de Mediação em Câmara de Conciliação, os acordos firmados poderão adquirir status de decisão judicial através da homologação de um juiz.

A mesma parceria já foi firmada entre a PCR e o TJPE para instalação da Câmara de Conciliação no Compaz Governador Eduardo Campos, localizado no Alto Santa Terezinha, na Zona Norte. Nos dois equipamentos, são solucionados, de forma pacífica e ágil, conflitos de famílias e vizinhos, como problemas relacionados a som alto, lixo, pensão alimentícia, herança, divórcio e dívidas, por exemplo.



SOLUÇÃO DE CONFLITOS

O objetivo da mediação de conflitos é disseminar a cultura da conciliação e da solução consensual e pacífica dos conflitos sociais, antes que se tornem casos de violência.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM