Jornal do Commercio
Finalmente

Aeroporto de Caruaru voltará a ter voos comerciais até novembro

Neste sábado, governador assinou licitação para operação e manutenção do Oscar Laranjeira

Publicado em 29/07/2017, às 18h52

Aeroporto está bastante deteriorado / Reprodução TV Jornal
Aeroporto está bastante deteriorado
Reprodução TV Jornal
Cidades

Único na região Agreste de Pernambuco e há anos sofrendo um processo de abandono, o Aeroporto Oscar Laranjeira, em Caruaru, vai voltar a operar voos comerciais, depois de sete anos só funcionando com voos particulares e de pequeno porte. A previsão é de que até novembro sejam disponibilizados voos para o Recife e São Paulo. Neste sábado, durante a Caravana Pernambuco em Ação (que anunciou obras no município), o governador Paulo Câmara assinou licitação para operação e manutenção do aeroporto.

“Caruaru é o segundo maior polo de confecção do País, perdendo apenas para São Paulo. É o primeiro PIB do interior e converge 70 municípios ao seu redor, com cerca de um milhão de pessoas circulando pela cidade para fazer negócios. Então, essa iniciativa é de fundamental importância para a região. Podemos até pensar em um logística diferente para escoar nossa produção”, comemora o secretário de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa do município, João Melo Neto.



PELA BR-232

Hoje, quem quer viajar para outros estados do país precisa sair de carro para o Recife e utilizar o aeroporto da capital. No Twitter, o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, postou: “Até o final do ano teremos a Azul voando na capital do Agreste” e comemorou no Facebook a licitação para o aeroporto de caruaru.



Comentários

Por Israel Neto,27/06/2018

Uma coisa é certa. Dói no ego do brasileiro não aceitar quando algum gringo fala mal do Brasil. Não apoio, mas também não tiro a razão quando falam. O Brasil têm ido de mal a pior em tudo, então não me surpreende quando um gringo fala mal do nosso país. É péssimo isso? É, totalmente! Mas enquanto a corrupção correr no sangue do brasileiro, o Brasil sempre será a escória do mundo. E isso não é só no governo, é no dia a dia, em âmbito geral. É tanta gente que quer tirar vantagem em tudo, que chega a ser vergonhoso para nós ter uma imagem de país com pessoas civilizadas e que somos incapazes de sanar os nossos próprios problemas. Se a mudança não começar por si próprio, não podemos esperar mudança pelos outros.

Por Mark Twain,02/01/2018

Sim, we, the people, somos todos donos de nosso país, babaca latino, brasileirinho fracassado. America somos todos nós, latino bastardo. E pluribus, unun.

Por Bento,12/09/2017

A Azul coloca só caco véio pra voar entre Paulo Afonso e Salvador

Por Marcia,04/08/2017

Ronaldo, não entendi o teu comentário. Algo interessante a ser acrescentado aqui a reportagem? Não compreendi nada! Afff. Tu tá com inveja do gringo, é?

Por Camila,04/08/2017

Toda vez que alguém de fora fala sobre nossos problemas, o brasileiro acha ruim. Por quê? Deixa o cara falar! Ele tá até prestando uma ajuda a nós que vivemos num mundo subdesenvolvido. Aceitem isso! Somos um país com tantos problemas que acho que nem se sabe por onde começar a resolver. Temos que observar o que os países desenvolvidos fizeram para superar problemas em comum aos nossos. Mas o que fazemos? Criticamos quem é desenvolvido. Creio que isso é inveja mesmo, como disse o Mark Twain. Um mínimo de reflexão é suficiente para perceber que as pessoas aceitam com normalidade aquilo que não é normal em situações como essa.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM