Jornal do Commercio
LARVAS

Criança recebe alta após ser internada com larvas na cabeça no Recife

A situação da criança e da família já vinha sendo acompanhada há cerca de 2 anos pelo conselho tutelar

Publicado em 24/10/2017, às 10h15

A menina já recebeu alta mas permanece no hospital aguardando um oficial de justiça para levá-la até uma casa de acolhida / Foto: Acervo JC Imagem
A menina já recebeu alta mas permanece no hospital aguardando um oficial de justiça para levá-la até uma casa de acolhida
Foto: Acervo JC Imagem
JC Online

Após o caso da menina de 2 anos internada em Olinda com larvas na cabeça, outro caso semelhante veio à tona. Desta vez, uma menina de 9 anos foi internada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), na última semana, com os mesmos sintomas. Segundo o conselheiro tutelar Talles Pitter, a situação da família já vinha sendo acompanhada pela Justiça há cerca de dois anos.

"Havia um histórico de mendicância, de abandono intelectual e nós não estávamos mais conseguindo ter acesso a esta família. Recebemos uma denúncia, fomos até a casa da família na ilha de Joana Bezerra, área central do Recife e lá soubemos que a mãe estava com a menina no Imip. No hospital, constatamos a veracidade da informação e soubemos que a criança apresentava um caso de Milíase - larvas no couro cabeludo", conta o conselheiro.

"Devido a todo o histórico, achamos melhor encaminhar o caso ao Ministério Público e ao poder Judiciário. Um mandado de busca e apreensão da criança deve ser expedido e cumprido ainda nesta segunda", continua. Ainda segundo Pitter, a menina está bem e  recebeu alta na manhã desta terça-feira (24), mas permanece no hospital aguardando um oficial de justiça para levá-la até uma casa de acolhida.



A irmã dela, uma adolescente de 12 anos, também será afastada da mãe. "Ainda há uma questão que a mulher que acompanha a menina de 9 anos no Imip pode não ser a mãe da criança, pois esta não apresenta o nome da mulher no registro", finaliza o conselheiro.

Penalidade

Devido ao histórico da família, a possibilidade das meninas irem para a companhia do pai foi descartada pelo Conselho Tutelar. A mulher pode receber advertências ou até perder a guarda das duas meninas.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM