Jornal do Commercio
ZONA DA MATA

Menina de oito anos é atacada a facadas por vizinho em Itambé

Segundo a Polícia Civil, uma testemunha viu o ataque à menina, que só parou quando o homem foi atingido na cabeça por um jarro

Publicado em 05/02/2018, às 19h00

Criança foi atingida no rosto, nas mãos e nos braços / Foto: Reprodução/Jornal PBPE
Criança foi atingida no rosto, nas mãos e nos braços
Foto: Reprodução/Jornal PBPE
JC Online

Uma criança de aproximadamente oito anos de idade foi vítima de um ataque a facadas desferidas por seu vizinho, Severino Rosendo Pereira, de 50 anos. De acordo com a polícia, uma testemunha ocular acompanhou toda a situação, desde o momento em que a menina entrou na casa do suspeito, até a criança sair correndo com o homem em seu encalço, com uma faca em punho. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (5), no bairro do Maracujá, no município de Itambé, Zona da Mata de Pernambuco.

Segundo o delegado Herbert Martins, da Delegacia de Itambé, tudo começou quando a menina entrou na casa do suspeito, por volta das 15h. A família da criança e o homem são vizinhos e tinham certa intimidade que permitia à pequena frequentar a residência de Severino e vice-versa. No entanto, nesta segunda, um dos vizinhos do suspeito e da vítima viu quando a criança, momentos depois de entrar na casa do homem, sair correndo, enquanto ele corria atrás dela empunhando uma faca. Severino Rosendo alcançou a menina e começou a desferir golpes em seu corpo, que atingiram seu rosto, braços e mãos.

O ataque só parou quando um outro vizinho atingiu Severino na cabeça usando um jarro. A criança foi levada para a Unidade Mista de Itambé, mas devido à gravidade dos ferimentos, precisou ser transferida para o Hospital de Trauma de João Pessoa, na Paraíba, por uma questão de logística médica. A informação fornecida pelo delegado é que a menina corre o risco de perder dois dedos da mão.



Problemas psiquiátricos

O investigador Herbert Martins contou também que o irmão do suspeito foi até a delegacia, após a prisão de Severino, apresentar remédios controlados supostamente tomados pelo homem, fornecidos pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). No entanto, o delegado disse que, mesmo que os medicamentos sejam usados pelo suspeito, não há comprovação de que ele tenha uma doença psiquiátrica. "Não há impedimento jurídico que determine que ele não tem controle sobre suas ações por exemplo. Mas ainda serão realizados exames para atestar isso", explicou o delegado.

Os pais da menina, segundo o investigador, ainda não falaram sobre como era a relação com o suspeito. O pai da criança acompanhou a filha até o hospital e não foi contactado. Já a mãe, está muito abalada e não tem condições de comentar a situação. O investigador disse que, além dos exames necessários para analisar a gravidade dos ferimentos, a menina também vai passar por exames sexológicos, a fim de saber se passou por algum abuso enquanto estava na casa do agressor.

Até o momento, Severino Rosendo não falou sobre o crime, seja para negar ou confirmar a ação, nem justificou o ato. Ele foi detido em flagrante por tentativa de homicídio e está preso na Delegacia de Itambé. Nesta terça-feira (6), deve ser levado para a audiência de custódia.



Comentários

Por Pedogo. pedrada,06/02/2018

Ele tentou abusar dela e ela disse que iria denunciar ele, e ele tentou matar ela pra não ser denunciado. 6 vão ver se esse não será a conclusão. Aguardem. O safado conquistou a confiança da família e aproveitou o momento que parecia oportuno. Um catarina revoltado.

Por renata sousa,06/02/2018

De doido ele não tem é nada. Como é que as pessoas podem confiar tanto nas outras, ainda mais uma criança de 8 anos entrando na casa de ''vizinho'', é por isso que acontece certs tipos de coisas. Deus permita que não aconteça nada mais grave com ela, e esse safado pague o que ele fez.

Por Luiz Félix de Freitas Silva,05/02/2018

Se essa miséria de ser humano tem problemas e toma remédios controlados era para estar internado num hospício. Que esse amaldiçoado, amontoado de excrementos apodrecidos fique no presídio por alguns dias e seja mandado para as entranhas do inferno. Um cidadão revoltado. Luiz Félix.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM