Jornal do Commercio
INFECÇÃO

Mãe encontra larvas de moscas na cabeça da filha em Paulista

Após ir com a filha em várias unidade de saúde, a criança conseguiu tratamento contra a infecção no Hospital Maria Lucinda, na Zona Norte do Recife

Publicado em 11/05/2018, às 17h31

A mãe identificou um ferimento na cabeça da menina, e depois as larvas começaram a surgir / Foto: Reprodução/TV Jornal
A mãe identificou um ferimento na cabeça da menina, e depois as larvas começaram a surgir
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online

Uma menina de dez anos foi encaminhada ao Hospital Maria Lucinda, no bairro de Parnamirim, na Zona Norte do Recife, nesta sexta-feira (11), para tratar uma infecção na pele causada por larvas de moscas na cabeça, conhecida como miiase.

A mãe da criança, que mora em barraco de lona, em uma comunidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, conta que a garota vinha apresentando pequenas feridas no couro cabeludo e, nessa segunda-feira (7), a dona de casa observou a presença de larvas no ferimento.

Com mais dois filhos e em situação de moradia precária, a mãe relata que desde quando identificou as larvas levou a garota em várias unidades de saúde, mas afirma que o tratamento não foi adequado.

"Eu já fui em todos os médicos, mas eles nos colocam de volta para casa e mandam fazer o curativo", lamenta a mulher em entrevista à TV Jornal.



A criança deve ser encaminhada a um abrigo

O caso foi denunciado ao Conselho Tutelar de Paulista, onde a família mora. Cícero Delhany, conselheiro tutelar responsável pelo caso, conta que, normalmente, em situações como esta, a criança é encaminhada para um abrigo. O estado em que a criança se encontra configura negligência da família.

Por outro lado, o conselheiro destaca que as unidades de saúde também têm uma parcela de responsabilidade. Em atendimento no Hospital Maria Lucinda, a menina deve receber o devido tratamento médico contra a miiase.

Ajuda

Para ajudar a família, o Conselho Tutelar está recolhendo doações. As pessoas que quiserem contribuir devem ligar para o número (81) 98610-6924 e receber instruções para entregar a doação.



Comentários

Por Vinicius,12/05/2018

Prefeitura, por favor, faça a sua responsabilidade e fiscalize as ocupações nos equipamentos públicos, impeça-as. Poder Público, em especial MP, proteja as famílias desamparadas proibindo-as de ocuparem espaços inadequados. Vamos apresentar que deveres todos os brasileiros possuem, em especial para com seus filhos.

Por joao carlos lacerda,12/05/2018

EU TENHO UMA IRMÃ QUE TEVE ESSE PROBLEMA QUANDO CRIANÇA, NÓS MORÁVAMOS EM FORTALEZA NA ÉPOCA E CONSEGUIU CURAR HA MUITOS ANOS ATRÁS HOJE ELA VIVE NO RIO DE JANEIRO.

Por Luiz Félix de Freitas Silva,11/05/2018

A mãe também tem sua parcela de culpa. Essas misérias, chamadas de unidades de saúde são piores ainda. Médicos nojentos e negligentes que não se preocuparam em ir a fundo no tratamento dessa criança. Tudo neste país está na direção do titanic. Isso é uma vergonha. Tudo culpa desses políticos bandidos que só fazem roubar. Canalhas! Ladrões! Um cidadão indignado. Luiz Félix.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM