Jornal do Commercio
ACIDENTE

'Ele ia à praia escondido de mim', diz mãe de vítima do tubarão

José Ernestor Ferreira da Silva foi atacado na perna esquerda por um tubarão no mar de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes

Publicado em 03/06/2018, às 18h45

José Ernestor completou a maioridade em março deste ano / Fotos: Alexandre Gondim/JC Imagem; Reprodução
José Ernestor completou a maioridade em março deste ano
Fotos: Alexandre Gondim/JC Imagem; Reprodução
JC Online

atualizada às 07h23 de 04 de junho

Foi através da ligação de um dos amigos que estava com a vítima que Elisângela dos Anjos, de 42 anos, mãe do jovem José Ernestor Ferreira da Silva, de 18 anos, atacado por um tubarão na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, ficou sabendo do acidente. A ligação, na verdade, foi feita para o celular do irmão da vítima. "Eu endoidei em casa, os vizinhos todos me ouviram", conta Elisângela. O jovem, que saiu de casa por volta das 12h, estava na praia sem consentimento da mãe. "Ele ia pra praia escondido de mim, sabia que eu achava perigoso. Não estava preocupada porque pensei que ele estava nas redondezas de casa", explicou. 

Ernestor foi transferido pelo Samu para o Hospital da Restauração, área central do Recife, passou por cirurgia de cerca de 3 horas mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta segunda-feira (4).

"Ele é treloso desde criança", conta a mãe 

Residente de Santo Aleixo, também em Jaboatão, José Ernestor foi mordido enquanto tomava banho com alguns amigos. Segundo o Corpo de Bombeiros, que prestou os primeiros socorros à vítima e o encaminhou para o Hospital da Aeronáutica, na Zona Sul do Recife, o jovem estava na parte funda do mar e foi alertado para voltar para a área rasa quando foi atacado na perna esquerda.

José Ernestor, que completou a maioridade em março deste ano, é o quarto irmão de cinco filhos e mora com a família. Eles iam à praia juntos desde muito pequenos. Estudante do nono ano do ensino médio, faz capoeira e não tem emprego fixo. Para o irmão Ezequiel Silva Junior, depois do acidente, "a vida terá um novo rumo". 



 

Solidariedade

A mãe da última vítima do ataque de tubarão, no mesmo local que o de José Ernestor, foi ao HR prestar solidariedade à família. "Hoje faz 15 dias que eu passava pela mesma dor. Graças a Deus, Jesus fez um milagre na vida do meu filho", lembra Darlene Melo, de 55 anos. Segundo ela, a área onde aconteceu os ataques merece maiores sinalizações. "Deveria ter uma tela no local porque as pessoas veem a placa, mas não obedecem", defende.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Estatísticas

O ataque de tubarão a um homem de 18 anos na tarde deste domingo (3), na altura da Igrejinha de Piedade é o 65° registrado em Pernambuco, segundo o levantamento do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões. 

O último caso aconteceu em menos de dois meses no mesmo local, um dos pontos mais comuns de ataque na região, com 19 ataques. O segundo lugar, com sete, é Acaiaca, em Boa Viagem, e o terceiro, com seis, é desconhecido. Jaboatão é também o segundo município pernambucano onde os registros são mais elevados, totalizando 22 casos. Recife fica em primeiro, com 27, e o Cabo de Santo Agostinho em terceiro, com seis.

A penúltima vítima registrada faz parte também da maioria das pessoas que se banhavam no momento do incidente, totalizando 29. Outras 11 eram surfistas. Os últimos três casos aconteceram em Fernando de Noronha. A última vítima fatal foi atacada em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, no ano de 2013. Bruna Silva Gobbi, de 18 anos, sofreu graves ferimentos na panturrilha e coxa esquerda e não resistiu.

Ataques de tubarão em Pernambuco
(Fonte: CEMIT)
Data Vítima Idade Praia Município  
28/jun/1992 Ubiratan Martins Gomes ? Piedade Jaboatão dos Guararapes Fatal
10/SET/1992 Enoque Pereira dos Santos 31 Boa Viagem Recife Fatal
17/SET/1992 Eduardo Rodrigues da Cruz 21 Boa Viagem Recife  
23/jan/1993 Charles Roberto Soares Veras 14 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
27/mar/1993 José Ricardo C. Gouveia 17 Paiva Cabo de Santo Agostinho  
30/jun/1993 Robson Antonio R. Santos 27 Boa Viagem Recife Fatal
1/fev/1994 Sérgio Adriano Gomes Silva 15 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
1/mar/1994 Albano Gomes Dias Filho 25 Boa Viagem Recife  
8/jul/1994 Sandro Paulo dos Santos 20 Boa Viagem Recife  
9/jul/1994 Alessandro Gomes de Souza 19 Boa Viagem Recife Fatal
24/jul/1994 Carlos Frederico Gomes Martins 15 Boa Viagem Recife  
17/out/1994 Ednaldo Jose da Silva 23 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
18/out/1994 Identidade desconhecida ? Piedade Jaboatão dos Guararapes  
1/dez/1994 Laudenilson Gomes de Lima 21 Paiva Cabo de Santo Agostinho Fatal
11/dez/1994 Jorge de Oliveira Andrade 19 Paiva Cabo de Santo Agostinho  
13/dez/1994 Tiago Costa de Lima 17 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
2/jan/1995 Humberto Moraes de Souza 17 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
7/jul/1995 Clélio Rosendo Falcão Filho 24 Candeias Jaboatão dos Guararapes Fatal
27/ago/1995 Aluisio Fco da Silva Filho 18 Boa Viagem Recife  
7/abr/1996 Marcos Santana Silva ? Boa Viagem Recife Fatal
28/out/1996 Luis Henrique Messias 16 Barra de Jangada Jaboatão dos Guararapes  
28/out/1996 Gilvan Jaime de Freitas Júnior 16 Barra de Jangada Jaboatão dos Guararapes  
17/mai/1997 José Roberto Paraízo de Albuquerque 32 Boa Viagem Recife  
2/jul/1997 Jurandir Amorim Silva 24 Paiva Cabo de Santo Agostinho  
16/SET/1997 Pedro Fernandes da Silva 25 Boa Viagem Recife Fatal
1/abr/1998 Identidade desconhecida 25 Boa Viagem Recife Fatal
26/jul/1998 Rodrigo Rocha Menezes 16 Boa Viagem Recife  
4/out/1998 Julio César de Barros Correia 17 Boa Viagem Recife  
2/nov/1998 Claudio Roberto Florêncio de Freitas 20 Boa Viagem Recife Fatal
1/mai/1999 Charles Heitor Barbosa Pires 21 Boa Viagem Recife  
26/dez/1999 Ailton Cícero da Silva 18 Boa Viagem Recife  
3/mar/2001 Carlos Alberto Brasileiro 19 Boa Viagem Recife Fatal
3/jan/2002 Identidade desconhecida ? Candeias Jaboatão dos Guararapes Fatal
24/mar/2002 Fábio Fernandes Silva ? Boa Viagem Recife Fatal
10/mai/2002 Paulo Fernandes Alves Ferreira 40 Pina Recife  
9/jul/2002 Mário César Carneiro da Silva 22 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
16/SET/2002 Fabrício José de Carvalho 18 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
14/out/2002 Luis Soares de Arruda 36 Piedade Jaboatão dos Guararapes Fatal
23/abr/2003 Tiago Augusto Silva Machado 17 Pau Amarelo Paulista  
29/fev/2004 Edmilson Henrique dos Santos 29 Piedade Jaboatão dos Guararapes Fatal
29/mar/2004 Alcindo de Souza Leão Júnior 22 Boa Viagem Recife  
1/mai/2004 Orlando Oscar da Silva 22 Piedade Jaboatão dos Guararapes Fatal
22/mai/2004 Naiane Barbosa Bringel 24 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
23/mai/2004 Walmir Pereira da Silva 18 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
21/ago/2004 Wagner da Silva 25 Boa Viagem Recife  
8/SET/2004 Identidade desconhecida ? Pina Recife Fatal
9/abr/2006 José Ivair Pereira 35 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
21/mai/2006 Rogério Antônio Carvalho 33 Boa Viagem Recife  
18/jun/2006 Humberto Pessoa Batista 27 Del Chifre Olinda Fatal
10/jul/2006 Encontrado Identidade Desconhecida ? Pontas de Pedras Goiana Fatal
1/jun/2008 Wellington Luan dos Santos 14 Piedade Jaboatão dos Guararapes  
11/jun/2008 Ruan Rodrigues Galvão de França 14 Del Chifre Olinda  
7/SET/2009 Geovane Tiago Barbosa de Freitas 15 Piedade Jaboatão dos Guararapes Fatal
29/jun/2011 Marlisson Danilo Lima dos Santos 21 Pina Recife  
12/nov/2011 Jerônimo Pereira da Paz 35 Del Chifre Olinda  
26/ago/2012 Tiago José de Oliveira da Silva 18 Praia de Enseada dos Corais Cabo de Santo Agostinho Fatal
23/SET/2012 Rafael dos Santos Silva 16 Boa Viagem Recife Fatal
25/mai/2013 José Rogério Tavares da Silva 41 Praia de Enseada dos Corais Cabo de Santo Agostinho Fatal
22/jul/2013 Bruna Silva Gobbi 18 Boa Viagem Recife Fatal
31/mar/2015 Diego Gomes Mota 23 Del Chifre Olinda  
21/dez/2015 Márcio de Castro Palma da Silva 32 Baía de Sueste Fenando de Noronha  
30/dez/2016 Paulo Roberto de Souza Campos 49 Praia do Leão Fenando de Noronha  
12/jan/2018 Ricardo Dalton Ferrari Bulhões 20 Praia de Conceição

Fenando de Noronha

 
15/abril/2018 Pablo Diego Inácio de Melo 30 Piedade

Jaboatão dos Guararapes

 


Comentários

Por Kátia Sandra,04/06/2018

Gente, as placas estão lá, os bombeiros estão lá e orientaram 20 pessoas a sair do mar, mas não pode tirar a força, pois não pode intervir no direito de ir e vir do cidadão... O que deve existir é conscientização da população!!!

Por Herbert,04/06/2018

Os ataques acontecem desde 1992 e até agora não houve qualquer solução, a não ser a colocação de placas informando do perigo. Obvio que muitos jovens e algumas pessoas que se alcoolizam na praia não respeitam as placas. Estes ataques seguidos é a prova de que a política do governo de prevenção é inútil. Algo precisa ser feito urgentemente! É preciso uma política ambiental eficaz, pois esta situação só chegou a este ponto porque o Estado de Pernambuco não investe o necessário em pesquisa para resolver (ou atenuar) o problema. Dois ataques em menos de 2 meses no mesmo local é realmente preocupante! Cadê nossas "autoridades" para informar a população? Só placas não adianta! A prova está ai!!!

Por Martiniano Neto,04/06/2018

O impacto da construção de Suape modificou as características ecológicas da área. Uns dos fatores foi a destruição de mangues onde foi construído o porto de Suape fez com que as fêmeas de tubarão cabeça-chata que usavam o local para parir migrassem para o estuário do rio Jaboatão, ao norte. Esse rio desemboca exatamente nas praias de Recife.

Por Cídia S. Gonçalves,04/06/2018

As medidas de segurança precisam ser intensificadas! O Governo do Estado precisa agir. O CEMIT-Comitê Estadual de Monitoramento de Tubarões - deve voltar a funcionar, reativar o projeto de instalação de rede de proteção naquela área do litoral de Jaboatão dos Guararapes (ou ampliar para onde achar necessário). A sinalização da área e o patrulhamento necessitam ser reforçados, as placas, mais chamativas e impactantes, com números, fotos, talvez vídeo com imagens dos ataques; e se, ainda assim, os banhistas desrespeitarem as instruções e advertências, devem ser retirados imediatamente do mar, detidos, punidos. Se necessário, deve ser interditada a praia naquele trecho, enquanto se traça uma estratégia. A quantidade de ataques é alarmante! O local (imediações da "igrejinha de Piedade") concentra quase 1/3 dos ataques havidos no Estado. A tragédia era previsível, quase esperada. E a atitude das partes envolvidas não pode continuar sendo essa: de um lado, banhistas descuidados, afoitos, se expondo; de outro, as autoridades sendo complacentes. A menos que estejamos buscando uma vaga no Guiness Book, nesse péssimo recorde.

Por Roberto M. Cunha,04/06/2018

Gostariamos de saber, se ainda existe, monitoramentos e pesquisas,sobre os tubarões, bem como verbas destinadas a tal ? Sabemos que esses ataques não é normal, existem desequilíbrios, ou faltas ?Será que o Governo Estadual, sabe que turismo,gera divisas rendas para o Estado ? Fato é poderia, até colocar telas de aço, que existe na Australia. Essas pesquisas não pode parar, é para o bem de todos. Esses ataques, prejudicam, o comercio, o turismo local, a imagem do Estado.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM