Jornal do Commercio
ACIDENTE

Ajudante de pedreiro morre vítima de choque elétrico em Areias

O rapaz, de 23 anos, fazia um serviço em uma casa, quando o material de ferro usado na obra, encostou na fiação elétrica

Publicado em 13/06/2018, às 13h51

Ele chegou a ser socorrido por populares, mas não resistiu / Foto: Reprodução/TV Jornal
Ele chegou a ser socorrido por populares, mas não resistiu
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online

Um ajudante de pedreiro morreu vítima de um choque elétrico, no bairro de Areias, na Zona Oeste do Recife. O acidente trágico aconteceu na Rua Sem Terra, na comunidade Chico Mendes. Segundo moradores, o rapaz estaria colocando uma tela de ferro na laje de uma casa, quando o material encontrou com a fiação e transmitiu a corrente elétrica.

A vítima, Lucas Galdino, de 23 anos, chegou a ser socorrido por populares, logo após o acidente, na noite dessa terça-feira (12), mas não resistiu e morreu.



Veio para Pernambuco para trabalhar

Lucas teria vindo do Rio Grande do Norte, na esperança de conseguir um emprego em Pernambuco. A esposa da vítima está grávida de dois meses.

De acordo com a família do rapaz, ele será sepultado no Rio Grande do Norte.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM