Jornal do Commercio
Zona Norte

Bairro da Encruzilhada tem novo plano de circulação a partir de sábado

Largo da Encruzilhada passará a ter tráfego em mão única no sentido Centro, até a Rua Conselheiro Portela

Publicado em 10/07/2018, às 07h50

Fluxo da Estrada de Belém e da Avenida Beberibe ficarão separados por canteiro central / Diego Nigro/JC Imagem
Fluxo da Estrada de Belém e da Avenida Beberibe ficarão separados por canteiro central
Diego Nigro/JC Imagem
Margarette Andrea

Anunciado pelo JC em maio, o novo plano de circulação para o bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, entra em operação a partir das 6h do próximo sábado. Com ele, a Avenida João de Barros passa a ter o tráfego em sentido único – em direção ao Centro da cidade, no trecho entre a Rua Castro Alves, no Largo da Encruzilhada, e a Rua Conselheiro Portela. Isso permitirá que veículos oriundos da Avenida Beberibe e da Estrada de Belém em direção ao Centro tenham não só a opção de seguir pela Rua Conselheiro Portela, mas também de entrar à esquerda na Avenida Norte. O objetivo é melhorar a fluidez do trânsito na área e dar mais segurança aos pedestres.

A intervenção faz parte de um conjunto de mudanças implantadas ao longo da Avenida Norte – é o quinto cruzamento atingido – e também é considerada necessária para viabilizar a Faixa Azul na Avenida Agamenon Magalhães, que era prevista para o primeiro semestre e ainda não tem data certa para vigorar. Só no Largo da Encruzilhada, ela alcança 25 linhas de ônibus, com 184 veículos que realizam 1.586 viagens e transportam 78,8 mil passageiros por dia. Na Avenida Norte são 39 linhas, 276 ônibus, 2.225 viagens e 112,1 mil passageiros ao dia.

“A situação do Largo da Encruzilhada é muito ruim em termos de retenção de veículos, uma vez que recebe fluxo de várias vias, e não dá condições de segurança para a travessia de pedestres. Com a mudança, isso vai melhorar. O canteiro central das Avenidas Beberibe e João de Barros será unificado. Os veículos que saem da Avenida Beberibe seguem pela pista da direita e os ônibus continuam utilizando a parada existente. Já o fluxo oriundo da Estrada de Belém (que permanece em mão dupla) será pela pista da esquerda e os coletivos vão parar no canteiro central”, explica a presidente da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), Taciana Ferreira.



 

 Se você ainda não entendeu o que vai mudar, a gente te explica. Confira no vídeo:

 

SENTIDO CENTRO/SUBÚRBIO

Os veículos que trafegam pela Avenida João de Barros no sentido Centro-subúrbio deverão acessar o Largo da Encruzilhada entrando à direita na Rua Alfredo de Castro, no Espinheiro, cruzando a Avenida Norte (que terá o canteiro central aberto) e seguindo pela Rua José de Sá Carneiro para entrar na Rua Castro Alves. Um semáforo será implantado nessa nova interseção. As duas primeiras vias hoje são mão dupla e ficarão com o fluxo apenas no sentido da Encruzilhada, além de terem o estacionamento proibido. Esse será o percurso feito pelos ônibus, que vão ter parada nas Ruas Alfredo de Castro e Castro Alves.

“A partir da quinta-feira vamos estar na área distribuindo material informativo sobre as mudanças”, informa Taciana. Na tarde desta segunda, equipes trabalhavam nos cruzamentos da Avenida João de Barros com a Avenida Norte e com a Rua Castro Alves reforçando as pinturas das faixas de pedestres. Guardas de trânsito ajudavam a direcionar o fluxo de veículos, que era intenso, gerando reclamações por parte de muita gente que passava no local e defendia a execução desse tipo de serviço à noite. “Estamos aproveitando o tempo bom, pois tem chovido durante a noite”, esclarece Taciana. “Até a madrugada da sexta, toda a sinalização deverá estar concluída”.

COMÉRCIO

A CTTU informa ter realizado várias reuniões com comerciantes da área sobre as mudanças. Mas muitos estão temerosos com possíveis prejuízos. “Pode até melhorar o fluxo, mas acho que nosso movimento vai cair, pois 80% dos nossos clientes vêm do Espinheiro e Casa Forte e ficaremos com o tráfego no sentido contrário. Mas vamos ver no que vai dar”, [TEXTO]diz o gerente do armazém Cemafel, Alexandre Pascharetta, 38 anos.


Recomendados para você


Comentários

Por saraiva filho,13/07/2018

Estão deslocando um grande contingente de veículos para vias secundárias, as quais não terão condições de atenderem as demandas de intensificação de tráfego, além de as edificações ali existentes não terem condições de suportarem tráfego pesado. Além do mais, o contingente de veículos foi deslocado para áreas de insegurança pública, com grandes índices de roubos, sem contar que, em época de chuvas, o trânsito vai ficar ainda mais complicados devido aos intensos alagamentos que sempre atingem as vias secundárias da Encruzilhada. Impressionante a falta de planejamento e estratégia da CTTU. Pensam e decidem com prognósticos muito imediatista, esquecendo-se das peculiaridades e intempéries pluviais de nossas logradouros. Ao final, devido a um prognóstico antecipado de que as mudanças não têm condições de darem certo, fica a dúvida: "quem arcará com tantos prejuízos?" Acho que estão tentando fazer feijoada sem feijão e um show de pirotecnia de trânsito que, ao final, vai se sair mais complicado e ruim. Desconheço quem tenha concordado com tanta desorientação. Falo como morador e conhecedor do bairro da Encruzilhada.

Por Clóvis Correia Neto,10/07/2018

As vezes me parece que o trânsito no Estado é regido por princípios os quais o termo "engenharia de trafégo" é algo oriundo de outro planeta...Tomara que hajam melhoras, vamos ser positivos!

Por Dr. SCRÖTTUS,10/07/2018

Calma pessoal não é bem assim. Vejam por "outro" ângulo. As empresas de ônibus, ou financiadores de campanha, precisam de uma contrapartida para investir nas eleições. Os donos do Estado moram em casa forte e adjacências, portanto não usam a av.Beberibe. E quem usa está avenida? A RALÉ e a espremida e precarizada classe média. Se eles já tem pesquisa informando que isso não vai ter nenhuma repercussão na reeleição de Paulo Câmara e as empresas condicionam a liberação de verbas a expansão da faixa azul então vei... a Ralé e classe média já eram.....simples assim. Recifêêê ....capital do Nordestêêê....

Por Luiz,10/07/2018

Vai fuder o trânsito que já não é organizado!

Por neto ,10/07/2018

Verdade Gustavo ficam ladrões nos buracos de paredes e assaltam todos que passam até ônibus, fazem verdadeiro favelização daquele local, invadiram sitio por trás da estação do metro que dá a avenida sul, não se pode parar em um sinal que vem uma pessoa querer limpar os vidros do carro, ameaçam arranham carros, enchem a cidade de maloqueiros, não aconselho turista a vir á Recife, tem muita favela.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM