Jornal do Commercio
EMBATE

Feirantes de Beberibe recusam ida para o Mercado de Caixa d'Água

Embora a Prefeitura de Olinda tenha feito a solicitação, os feirantes se negaram ir para o Mercado de Caixa d'Àgua

Publicado em 16/08/2018, às 14h12

O local em que a prefeitura propôs para os feirantes fica a cerca de 300 metros de onde eles trabalham atualmente / Foto: Reprodução/ TV Jornal
O local em que a prefeitura propôs para os feirantes fica a cerca de 300 metros de onde eles trabalham atualmente
Foto: Reprodução/ TV Jornal
JC Online
Com informações da TV Jornal

Embora a Prefeitura de Olinda tenha proposto que os feirantes sejam transferidos para o Mercado de Caixa d'Água, em Olinda, Grande Recife, os vendedores que ficam na Estrada de Caenga, localizada no limite entre o bairro e o de Beberibe, na Zona Norte do Recife, se recusam a sair do local onde vendem seus produtos. 

Os comerciantes afirmam que encontram uma grande dificuldade diariamente, pois, no local, há muitas pessoas trabalhando para pouco espaço. Ônibus, carros, motos e bicicletas atrapalhariam os feirantes, que instalam suas bancas em todo lugar, ocupando estacionamento de mercado, calçadas, pontes e até ruas.

O local em que a prefeitura propôs para os feirantes fica a cerca de 300 metros de onde eles trabalham atualmente. Ele já funciona há 10 meses e contém espaços para os vendedores trabalharem. No entanto, para a vendedora Maria da Conceição Bezerra, o local não é de interesse para os trabalhadores informais. "Se for para o mercado de Caixa d'Água, a gente não consegue vender nada, porque é um local morto. Eu preciso trabalhar e vou continuar aqui, não só eu como todos os feirantes", declarou.



Protesto

Nessa quarta-feira (15), a Polícia Militar foi acionada para retirar os trabalhadores informais do local a pedido da Prefeitura de Olinda. Os vendedores, no entanto, não aceitaram a recomendação e iniciaram um protesto com pneus queimados. A polícia deu tiros de balas de borracha para dispersar a movimentação.

A Prefeitura de Olinda contou que o volume de venda dos feirantes que se mudaram para o mercado de Caixa d'Água cresceu 30%, afirmando que vai continuar trabalhando diariamente para a manutenção do ordenamento na feira de Caixa d'Água.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM