Jornal do Commercio
ACESSIBILIDADE

Site em libras é finalista de prêmio de empreendedorismo

A plataforma digital Infolibras faz vídeos de conteúdo jornalístico traduzidos para a Língua Brasileira de Sinais

Publicado em 17/08/2018, às 08h14

Estudantes da Faculdade Guararapes que desenvolveram o site observam o resultado  / Foto: Filipe Jordão/ JC Imagem
Estudantes da Faculdade Guararapes que desenvolveram o site observam o resultado
Foto: Filipe Jordão/ JC Imagem
Thiago Cabral

Com a intenção de integrar os deficientes auditivos às informações cotidianas, a plataforma digital Infolibras faz vídeos de conteúdo jornalístico traduzidos para a Língua Brasileira de Sinais. O projeto idealizado pelo estudante de jornalismo da Faculdade Guararapes, Sidney França, 20, foi desenvolvido pelo colega de curso e estagiário do caderno de política do JC, Vinicius Sales, 22. A iniciativa está entre as 12 finalistas do prêmio Laureate Brasil Jovem Empreendedor Social 2018, que reconhece o empreendedorismo dos jovens empenhados em promover mudanças sociais significativas.

No site (www.infolibras.com) o deficiente auditivo tem acesso a 12 áreas de informação, entre elas estão assuntos como legislação, sociedade, cotidiano, entre outros. Além disso, ainda há uma área chamada “Cultura Surda”, no qual uma das integrantes da equipe Infolibras, a estudante Rafaela Barbosa, 25, grava vídeos na Língua Brasileira dos Sinais em que aborda assuntos mais direcionados a esta parcela da população. Por meio de um intérprete de libras que a acompanha durante seu turno na faculdade, Rafaela deu sua opinião sobre o projeto. “É interessante esse olhar, sites que tragam mais pesquisas, mais informações para os surdos. Assim Me sinto mais parte da sociedade e esse empoderamento nos ajuda a termos segurança. A gente evolui com essas informações”

Conforme censo realizado pelo IBGE em 2010, aproximadamente 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva. Contudo, a Organização Mundial de Saúde apurou, em 2011, que 28 milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de problema auditivo. O idealizador do projeto o estudante Sidney França, 20, se formou intérprete de libras pelo Centro de Apoio aos Surdos, e passou traduzir os cultos da igreja que frequenta. A partir daí, percebeu que nos cultos muitos dos surdos não sabiam ler e tinham na língua dos sinais a única forma de acompanhar o que estava acontecendo nos encontros religiosos. Por fazer jornalismo, veio o questionamento de onde vinha a informação que os deficientes auditivos consumiam.



Nesse atino, que Vinicius Sales começou a formar a equipe que hoje conta com 14 alunos da Faculdade Guararapes, a maioria do curso de Jornalismo, mas há estudantes de outras graduações como Rádio e TV, Design, Arquitetura e Publicidade. “Nós que trabalhamos com comunicação percebemos essa carência da acessibilidade e integração dos surdos nos meios de comunicação. Parece algo tão banal, mas procuramos e não havia ninguém fazendo algo parecido A gente vê tradução de libras na Tv Senado, por exemplo, mas isso não é uma notícia. É uma tradução. Como os surdos podem estar participantes da sociedade se eles não tem informação?”, questionou Vinicius, que financiou o projeto.

A FINAL

Como empreendedor da ideia, ele está representando o projeto na competição. Do dia 17 de setembro a 11 de outubro, ele fará um curso online de formação em empreendedorismo; no dia 28 de outubro até o dia primeiro de novembro viajará para São Paulo para a etapa presencial com a presença dos outros 11 finalistas. Ao fim será decidido o vencedor. O Prêmio consiste num valor aproximado de US$ 2.000,00 para investimentos no projeto. Além disso, o ganhador passará a integrar a rede internacional de empreendedores sociais YouthActionNet da International Youth Foundation.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM