Jornal do Commercio
PE-15

Reeducandos iniciam serviço de manutenção na PE-15 em Olinda

Os reeducandos passarão quatro meses trabalhando na manutenção da rodovia

Publicado em 04/09/2018, às 15h10

Segundo a secretária-executiva de Justiça e Direitos do Consumidor de Pernambuco, Mariana Pontual, estes convênios possibilitam a redução da reincidência criminal / Foto: Guga Matos/ JC Imagem
Segundo a secretária-executiva de Justiça e Direitos do Consumidor de Pernambuco, Mariana Pontual, estes convênios possibilitam a redução da reincidência criminal
Foto: Guga Matos/ JC Imagem
Cidades

Reeducandos do sistema prisional começaram a trabalhar nesta terça-feira (4) na manutenção da PE-15, em Olinda. O grupo com 35 homens, que fazem parte do regime aberto, está atuando na capinação, limpeza e pintura da rodovia. A iniciativa é uma parceria entre a Prefeitura de Olinda e a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco visando a ressocialização dos ex-detentos.

A primeira etapa da ação foi concentrada na Cidade Tabajara, limite com o município de Paulista. Durante quatro meses, reeducandos devem fazer o trabalho de limpeza de canaletas, retirada de entulhos e lixo, pintura do meio-fio e limpeza dos matos, que são a maior queixa dos moradores da área.

“Acho que já fazem uns dois anos que esses matos estão assim. Isso é constrangedor, é uma coisa que o poder público já deveria estar cuidando há muito tempo”, conta o pedreiro Pedro Rogério de Oliveira, que mora há 35 anos no bairro.

Mais que reduzir gastos com a manutenção, o convênio abre portas para quem não encontrou oportunidade de emprego depois que saiu da prisão. “Em outubro faz um ano que eu saí e só estou conseguindo um emprego agora. Essa oportunidade que estão me dando é maravilhosa, eu vou poder ajudar minha família e comprar algumas coisas para o meu filho mais novo, que vai fazer um aninho”, comenta o ex-detento Edeilton José Neto, de 25 anos.



Segundo a secretária-executiva de Justiça e Direitos do Consumidor de Pernambuco, Mariana Pontual, estes convênios possibilitam a redução da reincidência criminal. “Estas parcerias são de extrema importância para a mudança dessas pessoas, que saem do sistema prisional sem nenhuma educação ou qualificação para trabalho. Sem contar que ainda são muito estigmatizados pela sociedade. É um trabalho necessário”, pontua.

A secretária ainda acrescenta que há benefícios para as empresas contratantes. “Seja empresa privada ou órgãos públicos, eles também saem ganhando. Como o convênio é regido pela Lei de Execuções Penais, e não pela Lei Trabalhista, há uma diminuição de 40% nos gastos. Por ainda serem integrantes do sistema prisional, eles não trabalham com carteira assinada. No fim das contas, os dois lados saem ganhando”, esclarece.

Jornada de trabalho

A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, de terça-feira a sábado. Durante as atividades, os reeducandos estarão acompanhados de fiscais da prefeitura de Olinda, que ficam responsáveis pela distribuição dos materiais e ferramentas utilizados. Cada apenado receberá um salário mínimo e vales alimentação e refeição. A cada três dias de trabalho realizado, um dia é reduzido na pena.

As ferramentas de trabalhos e os uniformes são disponibilizados pela prefeitura de Olinda.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM