Jornal do Commercio
Graça

Graça Araújo é lembrada em missa de sétimo dia

Na cerimônia, familiares, amigos e fãs da jornalista mostraram a saudade que sentem, mas celebraram, acima de tudo, a vida da comunicadora

Publicado em 14/09/2018, às 21h10

'Graça estava, com certeza, no melhor momento da vida dela' / Foto: Diego Nigro/Jc Imagem
'Graça estava, com certeza, no melhor momento da vida dela'
Foto: Diego Nigro/Jc Imagem
JC Online

A jornalista Graça Araújo foi lembrada em missa de sétimo dia na noite dessa sexta-feira (14/9), no Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no bairro da Boa Vista, área central do Recife. A celebração começou às 20h e durou quase duas horas. Familiares, amigos e fãs da comunicadora que fez história no jornalismo pernambucano sentem a saudade, mas celebram, acima de tudo, a vida da apresentadora.

“Graça estava, com certeza, no melhor momento da vida dela. Ela estava saudabilíssima, plena e feliz com tudo", afirmou Julianne Farias, amiga e cabeleireira de Graça. A jornalista Bianka Carvalho, da Rede Globo Nordeste, fez um discurso emocionado como amiga e fã da jornalista. “Nem Graça tinha a dimensão do bem que ela fazia.”




Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Partida inesperada

Graça Araújo morreu na tarde do último sábado (8) no Hospital Esperança, na Ilha do Leite, área central da Capital, após sofrer um AVC hemorrágico. A jornalista trabalhou normalmente na quinta-feira (6), quando apresentou o TV Jornal Meio Dia, telejornal que estava à frente por 26 anos. Como de rotina, entrou no ar na Rádio Jornal, no programa Rádio Livre, das 14h às 16h.

Sem aparentar sinais de mal estar, Graça se despediu dos colegas e foi para a academia em Boa Viagem, local que frequentava regularmente por ser assídua com os exercícios físicos. Durante esse tempo, passou mal e foi levada ao Hospital da Esperança com o diagnóstico de AVC hemorrágico.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM