Jornal do Commercio
FESTEJOS

Dia de comemoração e homenagens a Nossa Senhora Aparecida

Na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no Ipsep, os festejos começam às 5h da manhã e só terminam por volta das 23h

Publicado em 12/10/2018, às 07h00

O dia oficial é nesta sexta-feira (12), mas as novenas já estão acontecendo desde o dia 3 deste mês / Foto: Guga Matos/ JC Imagem
O dia oficial é nesta sexta-feira (12), mas as novenas já estão acontecendo desde o dia 3 deste mês
Foto: Guga Matos/ JC Imagem
Cidades

No dia da padroeira do Brasil, paróquias de todo país estão em festa. Considerada a mais antiga do Recife, a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no bairro do Ipsep, aproveita a data para festejar seus 60 anos de homenagens à Virgem Imaculada. Durante o dia, missas, louvores e procissões serão realizadas lá e em outras paróquias da Região Metropolitana do Recife (RMR). No ano passado, foram comemorados os 300 anos do encontro da imagem da santa, no Rio Paraíba, em São Paulo.

O dia oficial é nesta sexta-feira (12), mas as novenas já estão acontecendo desde o dia 3 deste mês. No Ipsep, dezenas de pessoas estão ajudando na produção do evento. A aposentada, Delane Castro, 71 anos, já faz parte da festa há 50 anos. “Toda a minha trajetória religiosa foi aqui. Casei, batizei meus filhos, tenho muitos momentos especiais. A festa sempre é um momento único, chega a ficar emocionada”, conta.

Este ano, ela foi escolhida como madrinha do altar e, por isso, tem trabalhado sem parar. “Estamos acordando 4h de manhã e saindo da igreja de 23h. Hoje, por exemplo, vamos virar a noite organizando o altar e as decorações. Mas, tudo isso vale a pena. É um esforço recompensado”.

Lá, os festejos terão início às 5h da manhã e só devem ser encerrados por volta das 23h. Também haverá missa com o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido. Um palco foi montado ao lado da igreja e todos os dias as pastorais montam barracas para a venda de alimentos.



Ano passado, 11 mil pessoas estiveram na procissão. Para este ano, a expectativa é que o número de participantes se mantenha. Segundo o padre João Carlos Magalhães, responsável pela paróquia, o momento deve ser se oração e reflexão. “Nosso desejo nesse momento é que, olhando para o carinho e as graças derramadas, nós possamos nos tornar melhores no caminho da vida. Esse deve ser um dia intenso de orações e reconhecimento do amor de Deus por meio de Nossa Senhora. Vamos orar por nossos irmãos e nosso País”, comenta.

Homenagens em Jussaral

Este é o segundo ano que a Paróquia de São José, em Jussaral, Cabo de Santo Agostinho, realiza a festa em homenagem à Virgem Maria. Ano passado, foi inaugurada a Capela de Nossa Senhora Aparecida e o local será transformado futuramente em santuário. É nesta igreja que fica exposta a imagem de Nossa Senhora, vinda do Santuário de Aparecida, em São Paulo. A imagem chegou em abril do ano passado, após peregrinar por todas as paróquias da Arquidiocese de Olinda e Recife.

A expectativa este ano é que cerca de mil fiéis compareçam aos festejos. “Muitas pessoas estão ligando para saber da nossa programação. Desde a semana passada, já estamos recebendo caravanas até de outras cidades. As pessoas estão participando bastante”, conta Josiene Bento, missionária da Comunidade Obra de Maria e organizadora da festa.

Também vai haver festa em Paulista, no bairro do Janga, na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida; na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida em Jaboatão dos Guararapes; e na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São João Batista, em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata Norte.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM