Jornal do Commercio
POLÍCIA CIVIL

Deltan Dallagnol critica extinção da delegacia de crimes de corrupção em PE

Para o procurador, decisão que extingue a Decasp para criar o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) tem ''cheiro de retrocesso''

Publicado em 05/11/2018, às 21h52

“Decisões como essa causam estranheza e têm cheiro de retrocesso”, disse Dallagnol  / Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
“Decisões como essa causam estranheza e têm cheiro de retrocesso”, disse Dallagnol
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
JC Online

Assunto frequente no Estado nos últimos dias, a notícia da extinção da Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) para a criação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) chegou ao procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) no Paraná, e começou a repercutir nacionalmente. Em publicação nas suas redes sociais, na noite desta segunda-feira (5), o jurista, que é um dos maiores divulgadores do projeto 10 Medidas Contra a Corrupção, criado pelo MPF em 2015, questionou a quem interessaria “acabar com uma delegacia de combate à corrupção” e afirmou também que a decisão tem “cheiro de retrocesso”.

 

“A quem interessa acabar com uma delegacia de combate à corrupção? Foi o que aconteceu em Pernambuco, onde a Assembleia Legislativa aprovou projeto enviado pelo governador reeleito Paulo Câmara. Decisões como essa causam estranheza e têm cheiro de retrocesso”, traz a mensagem publicada por Dallagnol nas redes sociais.

No Facebook, por volta das 21h30, a publicação acumulava mais de 12 mil curtidas e quase 7 mil compartilhamentos. Nos mais de 740 comentários, usuários da rede social lamentaram a decisão sobre a Decasp. “Lamentável. Cabe ao povo honesto de Pernambuco entrar lá e exigir que seja revogado. Afinal, o poder emana do povo, usem ele”, disse uma usuária identificada como Cássia Camiloti.

Redação Final aprovada

O parecer da Comissão de Redação Final ao Projeto de Lei nº 2066/2018, de autoria do Poder Executivo, que cria na estrutura da Polícia Civil, o Draco e extingue a Decasp e a Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial (Deprim) foi aprovado no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe), por maioria, nesta segunda-feira (5), sob protestos nas galerias e também de deputados da oposição. Foram 18 votos a favor e 7 contra. Agora, o projeto segue para sanção do Governo de Pernambuco. Leia mais no Blog de Jamildo.



O projeto é alvo de críticas de vários órgãos de fiscalização, delegados e movimentos sociais que temem a descontinuidade das investigações sobre crimes de corrupção. Em entrevista publicada pelo JC nesta segunda-feira (5), a delegada Patrícia Domingos, que comandava a Decasp há três anos e 10 meses, afirmou que ainda não sabe qual será o seu destino após a extinção da delegacia. “Não faço ideia do que vai acontecer. Inclusive, gostaria de saber e não tenho essa informação. É fogo, né?”, disse.

Draco

O Draco vai funcionar em um prédio próprio da Polícia Civil, na Avenida Liberdade, em Tejipió, na Zona Oeste do Recife, local que já sediou a Delegacia de Roubos e Furtos. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), o imóvel foi reformado e deverá estar “a pleno vapor” em janeiro de 2019. Em entrevista publicada pelo JC no dia 1º de novembro, o secretário-executivo de Defesa Social, Humberto Freire, explicou que as unidades foram extintas porque não havia como criar despesas agora, então os móveis e o efetivo delas serão realocados, mas, apesar do bom resultado da Decasp, a equipe pode se separar. “Se vão para o Draco ou outras delegacias, a chefia da Polícia Civil é que vai definir”.

“Se alguém pensa que as investigações da Decasp vão se perder está enganado. Elas estarão em um departamento forte, futuramente junto com mais seis delegacias no interior”, acrescentou o secretário.

O Draco vai ter 102 policiais (a Decasp tinha 21). No prédio, funcionarão as delegacias de crimes cibernéticos e captura. A de crimes tributários e Grupo de Operações Especiais (GOE) são interligados, mas em suas sedes. Três núcleos de inteligência atuarão juntos. No prédio de 1,3 mil metros quadrados, há 15 salas de trabalho, 14 de custódia, oito banheiros, copa e acessos principal e operacional.


Recomendados para você


Comentários

Por Fábio,06/11/2018

Não tenho dúvidas de que esse segundo mandato será muito mais desastroso do que o primeiro. Governo fraco, fraco, fraco. Agora isolado mais uma vez do governo federal. Tenho consciência tranquila por não ter votado mas me preocupo com nosso Estado paralisado. Desejo veementemente que haja alternância de poder entre os atuais governantes!

Por Wagner Luther,06/11/2018

Paulo Câmara é conivente com a corrupção. Bastou ganhar a eleição para fazer isso. O Estado de Pernambuco está quebrado financeiramente. Até as eleições era mil maravilhas, agora, está tudo atrasado. Que vergonha para o povo pernambucano. Consultem os fornecedores ao Estado para vocês terem ideia do que estou falando. Falta tudo!

Por Andre,06/11/2018

O que esse politico disfarçado de procurador quer com isso um cargo no governo ? sugiro que siga o exemplo do palhaço do Sergio Moro e abandone a toga e vá fazer politica pq sabe bem fazer, o que ele acha sobre os corruptos indicados para ministros no governo de Bolsonaro?

Por ISMAEL BARBOSA CAMPOS,06/11/2018

PORQUE SERÁ QUE PAI LULA COMANDOU AS ELEIÇÕES EM PERNAM- BUCO DE DENTRO DO PRESIDIO DANDO ORDEM AO PIOLHO DE EDUAR- DO CAMPOS E MANIPULANDO O GOVERNO DO ESTADO COMO BEM QUERIA.

Por José Silva,06/11/2018

Até hoje fico impressionado como a população teve a capacidade de reeleger o PIOR governador que já tivemos em PE, o sr Paulo Câmara!!! Fico me perguntando se aqui tem muito eleitor com falta de caráter tb??? Pois ao eleger PC tão apoiando essa máfia do PSB. Agora vem mais essa medida de extinção da delegacia que combatia a corrupção pra mostrar o que já tava evidente pra muitos... desde antes da eleição: CORRUPÇÃO aqui tem de monte, só não ver quem não quer ou "mama" na máquina junto com esse partido PSB!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM