Jornal do Commercio
Cidadania

Jornada de Direitos Humanos oferece atividades gratuitas no Recife

Abertura do evento, que inclui mais de 100 ações em cerca de 30 bairros, será às 8h desta terça (20), no Pátio de São Pedro

Publicado em 19/11/2018, às 20h52

A abertura acontece nesta terça-feira (20), no Dia da Consciência Negra / Fotos: Daniel Tavares/Arquivo PCR
A abertura acontece nesta terça-feira (20), no Dia da Consciência Negra
Fotos: Daniel Tavares/Arquivo PCR
JC Online

A 6ª Jornada de Direitos Humanos (JDH) começa nesta terça-feira (20). A abertura do evento será às 8h, no Pátio de São Pedro, no bairro de Santo Antônio, área central do Recife. O objetivo é comemorar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promover a cidadania e a defesa dos direitos humanos. 

O tema da jornada deste ano, organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH), será a igualdade racial. A programação inclui mais de 100 ações em cerca de 30 bairros da cidade.

A programação do evento se estende até o dia 10 de dezembro com debates, oficinas e outras atividade. Além das discussões sobre igualdade racial, os debates abordarão as mais diversas temáticas relacionadas aos direitos humanos: os direitos da criança e do adolescente, das pessoas idosas, das mulheres, das pessoas com deficiência, da população LGBT; direito à educação, ao lazer e à saúde, entre outros.

Abertura

Na terça (20), no Pátio de São Pedro, o evento receberá oficinas de dança afro, Feira Afroempreendedora, roda de diálogo sobre o papel do Hip Hop no fortalecimento da identidade da população negra, oficina de maquiagem para pele negra e de cuidados com os cabelos crespo e cacheado, apresentações culturais e serviços de saúde. A partir das 9h, haverá contação de histórias e “Olha! Recife” com a temática da consciência negra às 10h, roda de diálogo sobre o papel do Hip Hop no fortalecimento da identidade da população negra com Zé Brown e Jouse Barata; oficina de maquiagem para pele negra e de cuidados com os cabelos crespo e cacheado às 15h; apresentação do Maracatu Linda Flor às 17h e, às 18h, os jovens que fazem aula de dança no Compaz Eduardo Campos apresentam a peça “Tereza: uma luz chamada resistência”.

Ao longo do dia, ainda no Pátio de São Pedro, serão oferecidos serviços de saúde, como distribuição de preservativos, aferição de pressão e glicemia, vacinação, teste rápido de sífilis, hepatite e HIV, Reiki e auriculoterapia. Às 19h, tem início a ''Terça Negra'', evento com apresentação de capoeira e das bandas Tambor Falante, Lamento Negro e Lucas & Orquestra dos Prazeres.



Em outros locais

A programação da terça também inclui atividades em outros espaços da cidade. Durante a manhã, haverá roda de diálogo sobre racismo institucional e serviço social no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do Pina; o 8º Encontro Estadual de Saúde da população Negra, no auditório da Secretaria Estadual da Saúde, no Bongi, além de roda de diálogo sobre direitos humanos e mediação de conflitos na Escola Municipal Paulo VI, na Linha do Tiro.

Às 14h, haverá exibição de filmes que abordam a questão racial no Memorial Chico Science. Na Casa do Carnaval, às 14h30, será ministrada a oficina Juventude Participa. Às 15h, no Núcleo da Cultura Afro-brasileira, serão ministradas oficinas sobre cuidados com cabelos cacheados e crespos e de maquiagem para peles negras.

Durante a tarde também haverá uma roda de diálogo sobre igualdade racial e oficina sobre mediação de conflitos e igualdade racial na sede da Escola de Samba Gigantes do Samba, na Bomba do Hemetério. À noite, terá início o 6º Festival de Cinema da Diversidade Sexual e Gênero do Recife (Recifest), no Cinema São Luís, na Boa Vista. No local, a Gerência de Livre Orientação Sexual (Glos) do Recife vai divulgar a campanha “Recife sem preconceito e discriminação”.

Programação completa

Exposição

O evento também preparou uma exposição itinerante em homenagem aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Nela, oito tótens com textos da declaração vão circular pelas ruas da cidade. Também serão distribuídos também livretos de bolso da declaração. Na abertura da Jornada de Direitos Humanos do Recife, a exposição estará no Pátio de São Pedro.
Dois técnicos acompanharão a exposição para explicar o contexto do surgimento da declaração, a sua importância, como a declaração inspirou a Constituição Federal de 1988 e o quanto foi o ponto chave para a reconstrução do mundo no período pós 2ª Guerra Mundial.

Seminário da ONU

Na quarta (21) e quinta (22), haverá o Seminário “Vidas negras: diálogos sobre ações governamentais de enfrentamento à violência contra as juventudes”, promovido pela ONU Brasil junto com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e a Prefeitura do Recife, na Universidade Católica de Pernambuco.

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM